PALMAS

77% Dos Consumidores Devem Comprar Presentes Neste Natal, Aponta Pesquisa

28/11/21 07:33:16 | Atualizado em: 28/11/21 07:33:16

Os lojistas se preparam durante todo o ano para o período natalino, afinal o Natal é a melhor época de vendas para o comércio. Após um momento de incertezas que 2020 trouxe, agora as expectativas são de retomada econômica, como aponta o levantamento realizado pela CDL Palmas em parceria com a CNDL/SPC Brasil.



A pesquisa mostra que 77% pretendem dar presentes para outras pessoas no Natal deste ano. Os números do SPC Brasil, monitorados pela CDL Palmas na Capital, apontam que o comércio já está aquecido. Em relação ao volume total de vendas, o comércio de Palmas já vendeu 29,7% a mais entre os dias 1 e 22 de novembro, comparado ao mesmo período do ano passado. A expectativa é que o saldo de vendas de Natal gire em torno de um acréscimo de 20%.



O presidente da CDL Palmas, Silvan Portilho, ressalta o otimismo do comércio para este fim de ano. “Estamos confiantes e acreditamos nos resultados positivos. Estes números preliminares de novembro já nos dão um norte sobre o que vem por aí: muitas vendas no comércio palmense. Agora é hora de preparar ainda mais as empresas, planejar boas ações e estratégias de vendas, como o Natalzão CDL 2021, que vem auxiliando as empresas a venderem mais”, explicou.



Em média, os consumidores pretendem comprar 4,5 presentes no Natal e o ticket médio será de R$122,78. Com relação aos produtos, 61% pretendem comprar roupas, 37% brinquedos, 36% perfumes/cosméticos, 36% calçados e 24% acessórios. A pesquisa mostra que 40% pretendem comprar este ano a mesma quantidade de presentes adquiridos no ano passado, 28% pretendem comprar mais presentes e 22% menos.



Os números do levantamento mostram que 69% pretendem comprar presentes para si mesmo no Natal. Para os que vão presentear, a pesquisa aponta que os principais presenteados serão: os filhos (62%), a mãe (45%) e o cônjuge (42%). Já entre os que não vão presentear, 26% não têm dinheiro, 19% afirmam não gostar ou não ter o costume, e 16% estão desempregados.



Com relação ao processo de compras e pesquisa de preços, o levantamento revelou que 79% pretendem fazer pesquisa antes de comprar os presentes, sendo que 83% vão utilizar a internet (sobretudo os sites e aplicativos e as redes sociais). Já 68% farão pesquisas de forma offline, principalmente nas lojas de shopping e de rua. As principais formas de pagamento serão: dinheiro (48%), cartão de crédito parcelado (39%), cartão de débito (38%) e PIX (30%).

O levantamento ainda mostrou que quando se trata da escolha do estabelecimento onde pretende comprar os presentes, 55% são influenciados pelo preço, 39% por ofertas e promoções, 24% pela variedade de produtos e 23% pelo atendimento. Já com relação à escolha do presente, 20% consideram as promoções e descontos, 20% o perfil do presenteado e 20% a qualidade do presente.