Publicidade
Publicidade
Publicidade

ESTADO

Governo do Tocantins capacita brigadistas do Parque do Cantão sobre Práticas em Educação Ambiental

13/05/21 12:30:42 | Atualizado em: 13/05/21 12:30:42

A equipe técnica da Gerência de Suporte ao Desenvolvimento Socioeconômico do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) realiza nesta quinta-feira, 13, o terceiro dia da oficina on-line "Práticas em Educação Ambiental" para brigadistas do Parque Estadual do Cantão (PEC). Estão sendo abordados assuntos sobre temas ambientais que se relacionam com o fogo, Unidades de Conservação (UC), licenciamento, além da realização de dinâmicas, com atividades práticas, para o desenvolvimento do conhecimento na formação dos participantes da oficina.

“Além de discutirmos o processo de educação ambiental; tratamos de assuntos sobre Unidades de Conservação, porque elas existem, qual a sua finalidade; estamos falando também sobre a legislação referente às queimadas, uma vez que o foco do trabalho deles é o combate ao fogo; oferecemos noções sobre o licenciamento ambiental, pois é interessante que eles saibam um pouco de como é esse procedimento”, afirma Rosilene de Cássia Reis, assistente social e técnica da gerência de Suporte ao Desenvolvimento Socioeconômico do Naturatins.

“Abordamos o diálogo sobre o fogo, as queimadas, quais as suas causas, consequência; e trabalhamos também com dinâmicas, sempre voltadas para o tema que está sendo desenvolvido. A ideia é que eles se tornem multiplicadores dos conhecimentos sobre educação ambiental na região, onde eles estão atuando, com a formação que eles estão obtendo nessa oficina”, reitera Rosilene de Cássia Reis.

“Essa capacitação é importante para a Unidade, pois sempre temos brigadistas novos. Através da oficina é possível socializar conhecimentos e experiências que ajudarão no Manejo Integrado do Fogo e nas ações do cotidiano aqui do Cantão. Nesse ano tivemos menos chuvas, então há uma probabilidade de termos mais focos que no ano passado. E desta forma, já fizemos visitas aos assentamentos Manchete, Onalício Barros, com o objetivo de vermos o que juntos com os assentados podemos fazer para amenizar grandes focos de incêndios a partir do mês de agosto”, comenta Adailton Fernandes Glória, supervisor do Parque Estadual do Cantão.

“Esse curso é bastante dinâmico, a linguagem é muito fácil e a metodologia que estamos usando é bastante participativa. Além da orientação das monitoras, aqui, eu faço o trabalho prático de moderação das dinâmicas da oficina. Tenho certeza que, há muito tempo não tínhamos uma capacitação bastante abrangente como essa; além da teoria, tem a parte prática. Então a oficina vem ao encontro dos objetivos da Unidade de Conservação, que é criar novas formas participativas de enfrentar o fogo, com mais ferramentas que possam mitigar grandes prejuízos à biodiversidade do Parque Estadual do Cantão”, conclui Adailton Fernandes Glória.

“O pessoal da nossa brigada está muito animado com o conteúdo. A brigada, sem dúvida, é um ponto muito importante aqui de todo o nosso trabalho. E essa capacitação vai permitir um alinhamento da equipe, com maior conhecimento da área, onde são realizadas as ações todos os anos e tem a incidência de focos de incêndio”, pontua Agostinho da Luz Filho, administrador do Parque.

“Eles fazem aquele treinamento com a Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, mas essa parte de educação ambiental é de extrema importância para que todos tomem conhecimento e assumam a responsabilidade, que cada um tem, de realizar esse serviço. No sentido de acreditar que o trabalho de cada um deles é importante, com a equipe focada, sintonizada em uma linha, que é a proteção da natureza”, completa Agostinho da Luz Filho.

“A turma é muito participativa, estamos abordando temas voltados para a rotina prática dos brigadistas e eles têm se mostrado muito receptivos. Entre os temas, estamos falando sobre educação ambiental dentro da prática que os brigadistas trabalham; falamos um pouco sobre o que é o Manejo Integrado do Fogo, já trabalhado dentro das UC; elaboramos com eles um mapa cartográfico do local onde eles trabalham e acompanhamos outras atividades reflexivas sobre o trabalho em grupo”, conta Denise Loureiro, geóloga e técnica da Gerência.

“Os resultados são extremamente satisfatórios, é uma atividade diferente, no formato on-line e que não deixa nada a desejar. Na avaliação de hoje, além da participação, verificamos que eles absorveram muito bem os conteúdos apresentados e se mostraram muito animados para continuação da atividade até a conclusão da oficina”, avalia Denise Loureiro.

“É importante todo esse novo conhecimento que vem para somar à prática, principalmente na época do fogo; sobretudo trazer antecipadamente todas essas informações. Por mais que tenhamos brigadistas, com dois, três anos aqui, sempre tem novatos e mesmo que se mantenha na equipe por mais tempo e tenha muito conhecimento é sempre bom receber novidades. Todos estão participando, tem uma linguagem que todos estão compreendendo, a turma do Parque agradece”, declara Vera Lúcia S. O. Silva, brigadista e recepcionista do Centro de Visitantes do Parque.

“O curso é muito importante para que tenhamos mais conhecimentos e a preparação necessária sobre os assuntos relacionados à educação ambiental, que contribuem com nossa rotina de trabalho”, Paulo Ricardo G. de Assis, coordenador dos brigadistas do PEC.

A oficina on-line Práticas em Educação Ambiental para brigadistas do Parque Estadual do Cantão teve início nessa terça-feira, 11, e tem o objetivo de tornar os integrantes da equipe do Parque aptos para trabalharem com educação ambiental, como propagadores de informações, na região.