Publicidade
Publicidade
Publicidade

PALMAS

Humanização marca abertura da Arena do Conhecimento Fesp

02/12/20 15:52:43 | Atualizado em: 02/12/20 15:52:43

Centenas de participantes entre profissionais, pesquisadores, acadêmicos, professores da área da saúde e a comunidade geral, acompanharam a abertura, na manhã desta quarta-feira, 02, da programação da Arena do Conhecimento Fesp que segue até a próxima quinta-feira, 03. O evento que tem como temática “Os caminhos para o enfrentamento da Covid-19 na Rede de Saúde de Palmas” é promovido pela Prefeitura de Palmas, por meio da Fundação Escola de Pública de Palmas (Fesp), com apoio da Secretaria da Saúde de Palmas, na modalidade virtual. A programação segue no período da tarde, com novas palestras e mesas redondas.



Para dar boas vindas aos participantes, a presidente da Fesp, Marttha Ramos, relembrou os desafios que a saúde pública tem enfrentado nos últimos meses. “Nos dois dias de Arena, teremos um espaço amplo para compartilhar experiências de várias regiões do País no controle e combate a Covid-19”, relatou a gestora agradecendo a autonomia dada pela prefeita Cinthia Ribeiro aos gestores de saúde e a dedicação de toda a equipe da Fesp para a realização do evento.



A secretária de saúde de Palmas, Valéria Paranaguá reforçou a relevância do debate e troca de informações sobre a Covid-19. “Estamos participando de um momento ímpar com a Arena do Conhecimento Fesp. Teremos a oportunidade de ouvir especialistas que estão em locais variados de atuação, vivendo experiências diferentes, em realidades distintas. Portanto, o espaço será rico para troca de práticas e saberes”, observou a secretária.



Palestra de Abertura



O médico, professor e militante do Sistema Único de Saúde (SUS) Neilton Araújo foi o primeiro palestrante do dia. O especialista trouxe a temática ‘A Pandemia da Covid-19 na Saúde’, relembrando fatos históricos de problemas sanitários e de saúde pública em vários países, inclusive no Brasil, até chegar aos impactos causados pela pandemia da Covid-19 na sociedade. Araújo chamou a atenção para o impacto psicológico e os prejuízos funcionais e as repercussões econômicas e de saúde envolvidas no cenário da pandemia.



“Medidas articuladas e integradas precisam ser implementadas em caráter de urgência para conter a transmissão, proteger a população e cuidar das pessoas que estão doentes, principalmente neste momento que houve uma flexibilização na proteção do indivíduo em várias esferas”, disse o especialista, ressaltando ainda que as pandemias, como a da Covid-19, afetam uma quantidade relativamente grande de pessoas e que “vários fatores sociais que contribuem para maior vulnerabilidade ao adoecimento da população precisam ser levados em consideração”, observou.