Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

PARA VER O SOL NASCER QUADRADO

Individuo covarde matou a ex-esposa e ainda ajudou nas buscas do corpo

20/09/20 08:33:28 | Atualizado em: 20/09/20 16:36:28

A Polícia Civil do Tocantins, por meio da 84ª Delegacia de Polícia de Formoso do Araguaia, prendeu neste sábado 19, o principal suspeito da morte de Jarenes Ribeiro da Cruz que estava desaparecida desde o dia 10 de setembro.

A Polícia já vinha investigando o caso desde o dia do desaparecimento da mulher, e, apesar de o suspeito ter participado das buscas pelo paradeiro da mulher, a polícia encontrou inconsistências nos relatos e nas versões do individuo.

Diligências foram realizadas nas proximidades da residência dela e por todas as regiões para encontrar o corpo da mulher. Nesse período, o ex-marido esteve na região e negou os fatos. Porém, entrou em contato com outras pessoas repassando informações falsas para desviar o foco das investigações.

Com ajuda da Divisão Especializada de Repressão a Crimes Cibernéticos (DRCC), a polícia conseguiu cruzar informações do aparelho celular da mulher que estava desaparecido com os acessos do elemento. Com essas informações, juntamente com os relatos de testemunhas sobre ameaças e violência doméstica que a mulher sofria, a polícia confrontou o suspeito e ele confessou neste sábado, 19, o feminicídio.

Em depoimento, o ex-marido disse que matou a mulher por estrangulamento, pois teria descoberto que ela tinha recentemente iniciado um novo relacionamento.
Após a confissão, o homem indicou a localização do corpo da vítima em uma posse no Projeto de Assentamento Caracol 2, e também revelou onde tinha descartado o celular da mulher.

Ele será autuado em flagrante pelo crime de ocultação de cadáver e também terá a prisão representada por feminicídio. O assassino ficará recolhido na Casa de Prisão Provisória em Gurupi por 14 dias, cumprindo o período de quarentena, após isso será transferido para Cadeia Pública de Formoso do Araguaia, onde ficará à disposição da Justiça. Jarenes tinha 38 anos e deixou duas filhas de 10 e 16 anos.