Publicidade
Publicidade
Publicidade

DE CAMAROTE

Por Jocélia Costa

Coluna

17/09/21 09:38 | Atualizado em: 17/09/21 09:05

POLÍTICA

Parceiras abaladas, parcerias em construção



 Por outro lado, o caminho da oposição parece um de cerrado... águas calmas na superfície e muita turbulência interna. Parcerias dadas como certas abaladas, como a do ex-prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas (Podemos), e do senador Eduardo Gomes (MDB). Motivo: talvez os dois tenham o mesmo desejo, chegar à cadeira de governador do Tocantins.

 Caso se confirme, esse afastamento entre os dois companheiros políticos de longa data pode dar lugar a outras parcerias, especialmente entre Dimas e a família Abreu, senadora Kátia e senador Irajá.

Improvável? Em política, tudo é impossível até que aconteça.

17/09/21 08:36 | Atualizado em: 17/09/21 09:15

POLÍTICA

Tocando em frente... ou derrubando tudo?



O meio político tocantinense nunca foi um terreno propício para amadores. Mas o processo eleitoral que se avizinha parece que vai colocar por terra muitas crenças e nomes, trazendo dificuldades até para os mais experientes.

Vejamos: até a última semana, alguns amigos do atual poder apostavam todas as fichas na permanência do governador Mauro Carlesse no cargo e na consequente indicação de alguém de sua inteira confiança para a sucessão, descartando o vice, Wanderlei Barbosa.

Até aí, tudo corria bem, afinal as discussões para suceder um governador em seu segundo mandato são normais. Entretanto, para surpresa geral, surge agora a ideia de que a turma do Palácio Araguaia trabalha a possibilidade, inexistente segundo a lei, de um terceiro mandato consecutivo para Carlesse.

No momento, entretanto, não importa a inviabilidade aparente da empreitada. Importa apenas quem a ideia, por mais fantasiosa que seja, encontra quem acredita nela.
 

16/09/21 14:26 | Atualizado em: 16/09/21 14:26

NOVIDADE NO AR

Um novo Camarote: Jocélia Costa assume coluna De Camarote, uma homenagem póstuma a Hércules Dias





Alegria, desejo de viver, sede de conhecimento, cortesia no trato com as pessoas, delicadeza na forma de encarar a vida. Esse era nosso saudoso jornalista Hércules Dias, que foi o idealizador e por tantos anos o responsável por esta coluna.

Assim, como uma forma de homenagear seu criador, decidimos manter a coluna DE CAMAROTE no ar.

Para esse desafio, convidamos a experiente profissional de comunicação e advogada Jocelia Costa, uma das primeiras colaboradoras desse veículo, ex-diretora e ex-superintende estadual de Jornalismo do Governo do Tocantins, com passagem por diversas assessorias de imprensa e veículos de comunicação, e uma eterna curiosa do comportamento humano, seja ele na política ou em sociedade.

A partir de hoje, vamos acompanhar fatos e bastidores da política, da economia e da sociedade tocantinense com um olhar crítico, mas com a mesma leveza que marcou a coluna nos tempos de Hércules Dias.
Quem viver, verá!

24/03/21 10:29 | Atualizado em: 24/03/21 10:29

DE CAMAROTE

Supremo Tribunal Federal declara Moro suspeito


Na sessão desta terça-feira (23), os ministros retomaram o julgamento, interrompido por um pedido de vista do ministro Kassio Nunes Marques. A ministra Cármen Lúcia muda seu voto e diz que o ex-juiz Sergio Moro atuou parcialmente nos processos envolvendo o ex-presidente Lula. Com a decisão da ministrada se forma maioria para suspender os processos e investigações contra o ex-presidente Lula, foram 3 votos a 2. Com isso, o petista volta a ter todos os seus direitos políticos, se tornando novamente elegível. Os autos, que estavam no Paraná, foram enviados para a Justiça Federal do Distrito Federal.



22/01/21 10:49 | Atualizado em: 22/01/21 14:11

DE CAMAROTE (HÉRCULES DIAS)

Tebet e Pacheco: candidatos de aliados e adversários de Bolsonaro que não seriam a escolha de parlamentares tocantinenses




A não ser o evento de início da vacinação contra o Covid-19, no Brasil, pelo menos politicamente falando, a votação no Congresso Nacional, no próximo dia 1o. de fevereiro, quando serão escolhidos os presidentes do Senado Federal  e da Câmara dos Deputados, é o maior acontecimento do país, pois mexe com o Brasil inteiro.

VISITA 'INSTITUCIONAL"

Mexe, inclusive,  com o Tocantins, que no início deste mês recebeu a visita do deputado federal, Arthur Lira (Progressistas), que disputará a presidência da Câmara. Aliás, Lira é tido como candidato do Palácio Alvorada. Em Palmas, trazido pelas mãos de Carlos Gaguim, acompanhado de Eli Borges, Arthur Lira esteve com o governador Mauro Carlesse, no Palácio. 

A visita foi analisada como institucional, mas, segundo informações à DE CAMAROTE, não foi uma  estada representativa de dois poderes, pois Arthur Lira pediu votos e teria conseguido a promessa de cinco parlamentares tocantinenses.

É bom lembrar que o representante governista terá como principal concorrente na disputa, o deputado Baleia Rossi, do MDB, já bastante divulgado como candidato de Rodrigo Maia.

NO SENADO FEDERAL

A respeito das eleições no Senado, os ânimos estão mais acirrados e, consequentemente, tornando o embate mais empolgante. Simone Tebet (MDB/MS) enfrentará o candidato do presidente da República, Rodrigo Pacheco, do DEM de Minas Gerais, além de Jorge Kajuru (Cidadania de Goiás) e o Major Olímpio, do PSL, ex-aliado de Jair Bolsonaro e hoje seu desafeto declarado.

MEIO COMPLICADO

No Tocantins, o senador Eduardo Gomes, é do mesmo partido de Simone Tebet, o MDB, mas ao mesmo tempo, homem de confiança do chefe da nação, sendo o Líder do Governo no Congresso Nacional. Portanto é uma escolha difícil. 

A senadora Kátia Abreu, hoje filiada ao Progressistas, por outro lado, teria afirmado que seguirá as orientações de seu partido, que optou em apoiar a candidatura de Rodrigo Pacheco. Desta maneira Kátia não vai se alinhar às outras 11 senadores mulheres que votariam em Simone Tebet. Quem viver, verá! (HÉRCULES DIAS)

*Lembrando que DE CAMAROTE está também, no Portal HÉRCULES DIAS, no GAZETA DO ESTADO e no Programa Música & Prosa, aos sábados, na REDETV



29/12/20 14:29 | Atualizado em: 29/12/20 19:23

DE CAMAROTE (HÉRCULES DIAS)

Maritacas, politicos, boas intenções, Covid, homens públicos, vacinas e a vida


Do alto do prédio onde moro, na sacada do apartamento, fiquei a contemplar nesta manhã ensolarada, alegrada ruidosamente pelas encantadoras e inquietas maritacas,  o céu límpido do Tocantins, que acabei divagando.

A alvura de nossa natureza se misturou às límpidas águas de nossos lagos, se estendendo até às intenções de nossos políticos. Pelo menos assim deveria ser.

Divaguei com um Estado onde os recursos destinados ao combate à Covid-19, foram gastos nos hospitais para abrandar o sofrimento daqueles que padecem com a doença, principalmente aqueles desprovidos de situação financeira,  e não como objetos de troca.

Imaginei pessoas importantes (na essência da palavra, pois somente somos importantes, se temos serventia para as pessoas, não apenas em termos de cargos públicos passageiros) se livrando das vaidades traiçoeiras que nos tornam soberbos e insensíveis em relação ao sofrimento das pessoas diante de um mundo implacável marcado pelo violência, pelo descaso social, com a inércia dos poderes constituídos.

Eu sou um daqueles que quero a vacina contra a covid-19 e o respeito para ter a liberdade de me vacinar sem escutar a ladainha de que "ninguém se responsabilizará" por mim caso algo dê errado.

Quero a vacina com a autoridade de um cientista do povo, ávido por viver, para abraçar os amigos, os familiares; as pessoas que nunca vi na minha vida.

Não quero as lágrimas derramadas dos filhos, das mães, dos amigos. Quero vida, quero sorrisos! Quero viver, quero a vacina! Quem viver, verá! (Hércules Dias)

28/12/20 09:13 | Atualizado em: 28/12/20 20:08

DE CAMAROTE (HÉRCULES DIAS)

A coisa só se faz, quando é feita! No Tocantins, cinco nomes e dois destinos





Para você chegar em um destino, obrigatoriamente, tem que sair de algum lugar. Isso é óbvio! Não tem como ser diferente. Iris Rezende, um sábio político goiano, mas que encantou todos os brasileiros, já dizia que "a coisa se só faz, quando é feita", Isso se referindo ao trabalho do ser humano. 

E por onde passou Iris fez, e fez muito! Tanto como vereador em Goiânia e deputado estadual, quanto como senador, ministro da Justiça e Agricultura , governador de Goiás e prefeito da Capital. Muitos entenderam suas mensagens e colocaram em prática seus exemplos de vida pública. 

Em terras tocantinenses, analisando o cenário político enxergamos, sem forçar as vistas, um quadro composto pelo senador Eduardo Gomes, governador Mauro Carlesse, prefeita de Palmas, Cínthia Ribeiro, sanadora Kátia Abreu e o prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas, que deixa o governo da cidade no próximo dia 31, entregando para seu fiel escudeiro, Wagner Rodrigues. Nomes cotados para disputar o governo do Estado e a única vaga no Senado Federal, inclusive provocada pelo término do mandato de Kátia. 

As eleições vão acontecer somente no ano de 2022, mas o palanque está armado e os políticos a todo vapor. As eleições de 22 já começaram  com o término do pleito de 2020. Eduardo emplacou o irmão André Gomes na vice da chapa vencedora de Cínthia; enquanto Mauro Carlesse e Dimas elegeram  seus candidatos, em Gurupi e Araguaína, respectivamente, feito conseguido por poucos na história do Tocantins. 

A senadora Kátia Abreu, segundo ela própria, apoiou prefeitos do interior do estado, que tiveram êxitos nas suas jornadas. Portanto teve papel primordial nas eleições municipais, tornando-se uma forte candidata à sua própria reeleição, e quem sabe, ao governo do Tocantins. Quem viver, verá! (HÉRCULES DIAS)

*Hércules Dias estará com seus comentários na coluna DE CAMAROTE, todos os sábados, no programa Música & Prosa, na RedeTV!, de Palmas, com estreia no próximo dia 9 de janeiro. Apresentação Ted Brum

24/12/20 18:39 | Atualizado em: 25/12/20 19:17

DE CAMAROTE (HÉRCULES DIAS)

Alma lavada. A verdade sempre prevalece. Os perdedores realmente perderam!


Institutos de Pesquisas nunca foram tão massacrados por candidatos e até mesmo por gente da imprensa, como nesta eleição de 2020. Como existem os políticos sérios, também existem empresas de pesquisas eleitorais de credibilidade.

Infelizmente, em Palmas, candidatos mal-intencionados e jornalistas desavisados, colocaram todos no mesmo saco. Os sérios e os desonestos.

Esses candidatos, que aliás não lograram êxito nas urnas por única e exclusivamente, falta de votos, vociferavam contras as pesquisas, em ataques rasteiros e infames. 

Um colunista da capital tocantinense, talvez não medindo o tamanho de sua irresponsabilidade, postou notas ridicularizando pesquisas, tais como semelhante a esta: "se você quiser uma pesquisa com seu candidato na frente, pode encomendar, pois existem "pesquisas" para agradar a todos os gostos. 

Um vereador que disputou as eleições como vice-prefeito, em Palmas, escreveu num influente grupo de whatsApp que "os grandes perdedores" das eleições seriam os institutos de pesquisas. Pelo visto, vereador, ou quase ex-vereador, os derrotados foram os candidatos sem voto. Reprovados pelo povo.
Quem vive, verá! (Hércules Dias)
*Hércules Dias estará com seus comentários na coluna DE CAMAROTE, todos os sábados, no programa Música & Prosa, na RedeTV!, de Palmas, com estréia no próximo dia 9 de janeiro. Apresentação Ted Brum.

30/11/20 09:01 | Atualizado em: 30/11/20 15:13

DE CAMAROTE (HÉRCULES DIAS)

Cínthia é a única mulher eleita entre as capitais brasileiras




A prefeita Cínthia Ribeiro, do PSDB, eleita prefeita de Palmas, no Tocantins, é a única mulher entre os vencedores das eleições nas capitais de todo o país.

Com 42% dos votos angariados ainda no primeiro turno, pois na capital tocantinense não tem o segundo turno.

Cínthia foi vice-prefeita na chapa de Carlos Amastha que renunciou na metade de seu segundo mandato, para se candidatar ao governo do estado, não logrando êxitos!(Hércules Dias)





26/10/20 10:53 | Atualizado em: 26/10/20 16:06

DE CAMAROTE (HÉRCULES DIAS)

"A volta da flecha à quem a lança é mais danosa do que aquela que atinge seu algoz".


Quero aqui no DE CAMAROTE comentar sobre  a campanha eleitoral em Palmas.

Enquanto alguns candidatos insistem nos ataques constantes aos adversários políticos, outros procuram mostrar determinação em continuar com o projeto de crescimento da cidade, usando o horário gratuito na televisão com maestria - tenho que elogiar o trabalho profissional de produtoras envolvidas na campanha de Palmas, com tomadas de cenas nítidas e redação leve. 

Outros candidatos se preocupam em atacar os adversários, ao invés de apresentar propostas. Não tem Deus na política do Tocantins e nem tampouco na campanha de Palmas.

Ataques velados, ao contrário de render votos, causam irritação no eleitor, enche a paciência até a tampa. 

O comentário pode parecer inócuo, as frases até podem gerar um leve sorriso nos lábios de quem presencia a cena. Mas o olhar de quem fala não esconde uma ponta de maldade.

Assim é o deboche, uma arma capaz de minar o entusiasmo de um candidato sem estrutura, restringir o comprometimento e afetar uma equipe.

Usar esse subterfúgio como  instrumento de ataque pessoal, numa disputa política,  é o mesmo que dar um tiro no pé. E é o que está acontecendo na capital.

Até o governador que, por resolução própria não se manifesta na campanha em Palmas, recebeu críticas de um pretendente à cadeira de prefeito, que ligou a metralhadora também mirando outros candidatos.

Mostrar ao público eleitor, suas propostas e a boa intenção em promover as mudanças, que aliás, a maioria dos candidatos apregoam, seria o caminho mais razoável para conquistar a simpatia do povo.

E a credibilidade! Sobrepujando, com sabedoria, todos os concorrentes! Mas tem gente que prefere os ataques.

"A volta da flecha à quem a lança é mais danosa do que aquela que atinge seu algoz". Quem viver, verá! (HÉRCULES DIAS)

27/09/20 12:02 | Atualizado em: 27/09/20 16:32

DE CAMAROTE (HÉRCULES DIAS)

Existem aqueles que só querem propagar seus nomes e depois disputar uma vaga na Assembleia Legislativa





O desejo de resultados rápidos pode conduzir ao desvio de algumas etapas que poderiam ser cruciais para o sucesso de um processo, causando uma perda significativa na qualidade e consequente frustração no resultado final.

Minhas palavras no começo deste comentário para DE CAMAROTE, foi na tentativa de me situar diante desta inusitada candidatura em massa para o comando administrativo de Palmas, a mais jovem capital brasileira.

Doze candidatos, coincidentemente o mesmo número dos Apóstolos de Jesus,  concorrendo a prefeitura.

Benéfico por um lado, principalmente para que o eleitor que tenha inúmeras opções para fazer suas escolhas; muitos nomes para a apreciação do palmense. Eu, por exemplo, vou escolher o candidato, por eliminação.

TEM AQUELES QUE QUEREM PROPAGAR O NOME PARA SER DEPUTADOS

Deixando de lado, aqueles que trazem "escrito na testa"  que disputarão o pleito, no intuito de propagar seu nome para uma candidatura ao legislativo em 2022. Não querem ser prefeito e nem vice-prefeito , querem ser deputados.

Na campanha de 2022 teremos a prova desta minha afirmação. Para esses paraquedistas sugiro que tenham cautela, respeito ao cidadão palmense e menos sede de poder. Caminhe, vá devagar, cuidadosamente, passo a passo, em direção ao pote.

Segure o pote com firmeza e beba da água sentindo o frescor e o alívio de matar a sua sede suavemente. Quem viver, verá! (HÉRCULES DIAS)

24/09/20 20:37 | Atualizado em: 25/09/20 08:15

DE CAMAROTE (HÉRCULES DIAS)

PSDB x DEM a primeira crise logo no início da campanha em Palmas


Essa crise que envolve a chapa liderada pela prefeita Cinthia Ribeiro (PSDB) e o empresário Lucas Meira (DEM) na condição de candidato à vice, começou logo depois do lançamento da dupla.

Aliás, descontentamento dos dois lados. Defensores de ambos os candidatos e partidários, começaram a se estranhar nas redes sociais. Numa forte demonstração de que a chapa não estava agradando nenhum dos lados.

Nos camarotes da cidade surgiram rumores da seriedade do assunto. Uma crise poderá se instalar nos hostess da candidata à reeleição. Inclusive retiradas de candidatos à vereador ligados ao (ex) candidato a vice, Lucas Meira. 

Ainda segundo informações à coluna DE CAMAROTE , um desses pretendentes foi o candidato Gustavo Faria, filho do empresário Dito Faria, e outras três candidatas que poderiam se retirar das candidaturas.

Integrantes do DEM, leitores assíduos do DE CAMAROTE,  em contato telefônico com Hércules Dias,  nesta noite de quinta-feira, 24, confirmaram a notícia de que o afastamento de Lucas Meira da campanha de Cínthia Ribeiro, "causou um tremendo mal estar na chapa posicionista , numa crise em um momento super impróprio" lamentaram. Quem viver, verá! (HÉRCULES DIAS)

22/09/20 07:11 | Atualizado em: 22/09/20 13:51

DE CAMAROTE (HÉRCULES DIAS)

A quem interessa as queimadas no país; candidatos estão se manifestando sobre o assunto?


A quem interessa as queimadas e as devastação da natureza no Brasil? Estamos vivendo momentos fatídicos! Desafiamos a natureza a cada minuto! O Brasil passa por tormentas envolvendo o que há de mais sagrado para a humanidade, as nossas matas, vítimas da destruição e incêndios intermináveis.

Segundo Celso Faeddo, "recentemente o relator especial da ONU, Baskut Tunkat, oficial responsável pelos temas de resíduos tóxicos e direitos humanos, propôs aos países que abram inquérito para investigar a situação do Brasil na questão ambiental.

Mesmo que o inquérito não ocorra, o desconforto e prejuízo para o Brasil já foi consolidado".

Então para existir agronegócio será necessário existir meio ambiente, mas muitos governantes não pensam assim, inclusive o presidente do Brasil.

Temos a "fama" de  destruidores de florestas para plantar soja e criar gado. Com essa imagem do Brasil lá fora, corremos o sério risco de nossa soberania  ser atingida.

AS QUEIMADAS

Como se não bastassem os problemas advindos da devastação de nossas matas e florestas, outra grande preocupação é a famigerada queimada que está fora de controle no Brasil.

A consternação pelo aumento das queimadas no país neste ano veio acompanhada de uma série de desinformações que se espalhou rapidamente alimentada, inclusive,  pelas redes sociais.

O governo Bolsonaro tenta, a todo custo, explicar o fenômeno, ora culpando ONGs sem apresentar provas, pasmem!; ora sugerindo que o aumento dos incêndios seja efeito do clima seco — o que também não é sustentado pelos dados,  menosprezando o tamanho do problema, com  publicações de fotos antigas ou de outros lugares para tentar chamar atenção para as queimadas na Amazônia. Vergonhosamente! Quem viver, verá! (HÉRCULES DIAS)
 

A área da queimada neste ano foi 74% maior do que a média dos últimos dez anos, segundo dados do Inpe

Até julho deste ano, uma área de 18.629 km² foi queimada na Amazônia brasileira, segundo dados do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais). Isso é 74% mais do que a média dos dez anos anteriores para o mesmo período (2009 a 2018), que foi de 10.665 km².

A área também é a segunda maior desde 2006, perdendo apenas para 2016, quando 19.220 km2 foram queimados, também segundo o Inpe.O número de incêndios na região também disparou.

Até esta sexta-feira (23), o Inpe havia registrado 40.341 incêndios na Amazônia neste ano, número 41% maior do que a média dos dez anos anteriores.

O aumento é subestimado porque os dados disponíveis consideram todo o mês de agosto dos anos anteriores, enquanto contempla, neste ano, os números até 23 de agosto.

Em todo o Brasil, foram 76.720 focos de fogo até esta sexta, 33% a mais do que a média 2009-2018 e o maior número desde 2010, ano da seca mais drástica da história na Amazônia, segundo o Inpe, quando houve 111.561 episódios.

Neste caso, a comparação considera exatamente o mesmo período em todos os anos (1º de janeiro a 23 de agosto).

14/09/20 22:51 | Atualizado em: 15/09/20 17:08

DE CAMAROTE (HÉRCULES DIAS)

Para que tanto empenho em "arrumar" um vice, se a discórdia é uma probabilidade?


O PESO DO VICE: HÁ CONTROVÉRSIA

Estava tricotando com um amigo de longa data sobre política, quando um assunto específico veio  à tona: por que, geralmente, os companheiros de política, se tornam inimigos? 

Não é regra geral, mas acontece mais do que se imagina. Principalmente entre os vices, os subs e os suplentes. Olho grande, inveja, agouros, sentimentos "de querer ser o outro", ou ocupar o lugar dele.

A história se repete: vira e mexe tem vice brigado com o titular e vice-versa. Isso é natural do ser humano.

Isso exposto, fico pensando o porquê de tanto esforço, de enorme trabalho em arranjar um vice prefeito, por exemplo, como é o caso do momento em que vivemos, com a proximidade das eleições e, consequentemente, das campanhas eleitorais.

Conchavos, adequações, ceder aqui, ceder ali, para chegar a um nome de consenso.  E depois das eleições? O vice será um tormento, uma ameaça? O rompimento entre titular e vice já aconteceu muitas vezes, ou reiteradas oportunidades.

PRAZO SE FINDANDO

O tempo está se exigüindo para as legendas realizarem suas convenções partidárias e referendar seus  candidatos para as eleições de 15 de novembro próximo. O prazo se encerra na quarta-feira, 16. Aí sim, a onça vai beber água!

CANDIDATO SOB ANÁLISE

E cada sigla apresentará seus representantes. O eleitor tocantinense saberá quem é quem. A conduta de cada candidato será colocada para análise do povo brasileiro, que vai dizer se político tem cacife para administrar a sua cidade, o seu município. 

ARROGÂNCIA

Não tenho afinidades com pessoas arrogantes por ser esse tipo de "gente holofotes da eloquência exacerbada" se julgarem a essência do talento.

NAUFRÁGIO

Aí que se dão mal, pois aos arrogantes o destino é naufragarem no próprio mar de sua insignificância.

Até hoje deram sorte, pela estratégia, talvez, mas podem entrar numa ruína e começar a desmoronar!
Os bons sempre existirão para contrapor a maledicência, para o gáudio dos merecedores de uma vida de tranquilidade e prosperidade. Sigam-nos os bons, então!

Quem viver, verá! (Hércules Dias)



20/08/20 21:05 | Atualizado em: 21/08/20 15:14

DE CAMAROTE (HÉRCULES DIAS)

Tocantinense é destaque no Congresso Nacional e o peso da balança nas eleições em Palmas


                                                                                                                                                                        
.O NOME DA VEZ Um dos nomes mais disputados pelos pretensos candidatos às eleições municipais deste ano, em todo o Tocantins, é o senador Eduardo Gomes, do MDB, líder do governo no Congresso Nacional. É o nome da vez. Está vivendo um de seus melhores momentos em toda sua carreira política. Esta função de liderança foi um "achado" para o senador, pois além da grande influência do cargo, Gomes é um dos mais próximos, entre os homens de confiança do presidente Bolsonaro. O senador tocantinense porém, até agora,  não se definiu quem vai apoiar ou se vai apoiar alguma candidatura específica. Na verdade, a coluna DE CAMAROTE tem acompanhado a trajetória de Eduardo Gomes, como testemunha de que por enquanto ele "só quer ajudar" o Tocantins. Um dos nomes, para quem gosta de apostar, cotadíssimo para as disputas ao governo do estado em 2022. 


CHEGOU A HORA DO ELEITOR 

Época de lançamentos de pré-candidaturas às eleições de novembro próximo. Em Palmas já colocaram seus blocos nas ruas, para a apreciação do eleitor, Milton Néris, Tiago Andrino, Marcelo Lélis, Ataídes Oliveira, Eli Borges, Osires Damaso, Gil Barison, Alan Barbieri, Vanda Monteiro, Júnior Geo, Vicentinho Júnior,  e a prefeita atual Cínthia Ribeiro. Raul Filho esperando decisão judicial,  mas já adiantou à coluna DE CAMAROTE que estará em condições de enfrentar as urnas em tempo hábil. Na verdade, só saberemos quem serão os candidatos após o dia 26 de setembro, data limite para registros de candidaturas para prefeitos, vice-prefeitos e vereadores. Por falar em vice-prefeito, nenhum titular até agora divulgou os pretensos candidatos ao cargo. Então nenhuma chapa pronta ainda. Pode haver mudanças. Aliás, quem conhece política, sabe que não é tarefa fácil fazer tais escolhas. Político é melindroso!

E AGORA PRESIDENTE?



O presidente Jair Bolsonaro está sentindo na própria pele aquilo que na campanha ele jurava que não aconteceria em seu governo. A política do "toma lá, dá cá". Ele criticou nesta quinta-feira, 20, a derrubada, pelo Senado, do veto a parte da lei da ajuda financeira a estados e municípios que autoriza o reajuste salarial a servidores federais durante o período da pandemia da covid-19. O veto ainda será analisado pela Câmara dos Deputados. "O Senado derrubou um veto que vai dar um prejuízo de R$ 120 bilhões para o Brasil. Então, eu não posso governar um país. Se esse veto [derrubada de veto] for mantido na Câmara, é impossível governar o Brasil. É de todo mundo a responsabilidade de ajudar o Brasil a sair do buraco”, disse.

OS BONS PREVALECERÃO, EIS A QUESTÃO

"Porque gado a gente marca/Tange, ferra, engorda e mata/Mas com gente é diferente", já dizia os versos de Geraldo Vandré, na música Disparada. No Brasil o que presenciamos é uma verdadeira caminhada do gado rumo ao matadouro, sem chances de defesa. Nesta pandemia então, quando o coronavirus virou moeda de troca e o eleitor apenas num  personagem coadjuvante. Os maus políticos, logicamente, assumindo o papel principal deste imbróglio. Há menos de três meses para as eleições, com as pessoas menos acessíveis e mais dependentes, com parlamentares mal-intencionados, a desesperança e a desconfiança do eleitor está cada vez maior. Mas, para nosso gáudio, existem os bons políticos, os governantes bem intencionados, compromissados com o bem estar social. E são justamente nesses baluartes que nós depositamos nossas esperanças e a nossa fé neste Brasil varonil. E nós, os jornalistas, mesmo com a implicância de poucos "gatos pingados" com o ofício de bem-informar, caminhamos firme, com a consciência tranquila, de cabeça erguida, certos de que "entra governo, sai governo; toma posse parlamentares - terminam mandatos de parlamentares - e nós, continuaremos jornalistas".

*EPÍOLOGO

CARLOS AMASTHA - O acórdão determina o retorno do processo para a fase de instrução, momento em que é feito a oitiva de testemunhas. A 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça (TJTO) acolheu na tarde desta quinta-feira, 20, recurso do ex-prefeito Carlos Amastha (PSB) para cassar sentença da 2ª Vara da Fazenda e Registros Públicos de Palmas de setembro do ano passado que o condenou por ato de improbidade administrativa. Leandro Manzano,advogado do caso,  reforça o que o direito a ampla defesa é uma “garantia constitucional que deve ser preservada”. “A bem do devido processo legal”, emenda.

29/07/20 15:12 | Atualizado em: 29/07/20 16:31

DE CAMAROTE (HÉRCULES DIAS)

"Estarei em contato com prefeitos e governadores em todo o país, contribuindo com infraestrutura turistica"


O ex-senador tocantinense,  Vicentinho Alves,  falou nesta quarta-feira, 29, com o editor-chefe do PORTAL STYLO, jornalista Hércules Dias, sobre sua investidura no honroso cargo de Secretário Nacional de Infraestrutura Turística do Ministério de Turismo. Vicentinho disse da satisfação em participar desta importante pasta, comandada pelo ministro Marcelo Álvaro Antônio, no governo do presidente Jair Bolsonaro."Quero agradecer a confiança da minha indicação pelo meu partido PL".

Vicentinho Alves revelou o contentamento em presidir uma pasta que oferece grandes oportunidades de mostrar um trabalho que venha a beneficiar os municípios com potenciais turísticos e que faltava apenas uma oportunidade. "Estarei sempre em contato com prefeitos e governadores em todo o país, contribuindo com toda infraestrutura que a minha secretaria pode proporcionar, inclusive no Tocantins, meu Estado"

Através do PORTAL STYLO o novo Secretário Nacional de Infraestrutura agradeceu também ao senador Eduardo Gomes, lider do governo no Congresso Nacional e ao deputado Federal, Vicentinho Júnior, pelo apoio à minha nova função. Quem viver, verá! (HÉRCULES DIAS)