Publicidade
Publicidade

FESTIVAL DE CIRCO

Turismo em Taquaruçu é impulsionado com a 3ª Edição do Festival de Circo

Toda a programação do 3° Festival de Circo de Taquaruçu é gratuita

25/05/16 16:05 | Atualizado em: 25/05/16 16:05

Antônio Gonçalves
Hoje tem espetáculo? Tem sim senhor!” E essa 3ª edição do Festival de Circo em Taquaruçu chega para fomentar o turismo na região serrana de Palmas, e com a proximidade do feriado de Corpus Christ a expectativa é que muitas famílias subam ao Distrito, atraídas pelo fantástico mundo circense.
 
A expectativa dos organizadores é que o público deste ano supere o de 2015, quando teve mais de cinco mil expectadores. E como novidade a programação deste ano conta com um circuito itinerante, percorrendo mais de 300 quilômetros entre a Comunidade Quilombola de Barra da Aroeira, Assentamento Entre Rios, comunidades rurais de Buritirana e Vale do Mutum, além de todas as escolas públicas do distrito de Taquaruçu.
 
Mas as grandes atrações estão concentradas no anfiteatro da Praça Joaquim Maracaípe, na Praça Tarciso Machado, e no picadeiro montado na sede do Circo Social Os Kaco. O evento que acontece de 23 a 29 de maio, nesta edição ganha contornos mais fortes com a participação de companhias e artistas de vários estados brasileiros e de países da América Latina.
  
Toda a programação do 3° Festival de Circo de Taquaruçu é gratuita e marca um ciclo de transformação social que o circo vem promovendo nas comunidades do distrito e região, levando oficinas artísticas, espetáculos escolares, noites de palhaços, noite de fogo, noite de gala, encontro de malabares, cine circo e shows musicais. “Esse projeto vem para fortalecer as ações do circo social que desenvolvemos durante todo o ano, usando a arte como forma de expressão”, enfatiza a produtora da Companhia Os Kaco e organizadora do evento, Marcela Pultrini.
 
Para esta quinta-feira, 26, a grande atração ficará por conta do sacerdote do Riso Krahô, “hotxuá”, na Praça Joaquim Maracaípe, a partir das 20h. Na sexta-feira, 27, às 20 horas, o público se encanta com a Cia Carroça de Mamulengos do Ceará, que é hoje uma das principais famílias circenses do País e é formada por brincantes, atores, músicos, bonequeiros, contadores de histórias e palhaços que há 35 anos viaja o Brasil apresentando a sua arte.
 
No sábado, 28, a Noite de Gala promete arrancar suspiros da plateia com apresentações com qualidade mais elaboradas e tecnicamente premiadas. No domingo, às 19 horas, o público cai no riso com o uruguaio Mauro Cosenza, um palhaço excêntrico, elétrico e realista. E às 21 horas para finalizar os Tambores do Tocantins entram no ritmo.
 
O Festival de Circo contou com o apoio da Agência Municipal de Turismo, que tem investido nos eventos e turismo de negócio, um mercado que vem se expandindo na Capital. “Priorizamos apoiar eventos em feriados e períodos que tradicionalmente há pouca demanda por hospedagens, melhorando consideravelmente a ocupação hoteleira na Capital, bem como o crescimento da demanda a todo o trade turístico”, afirmou o presidente da Agência Municipal de Turismo, Cristiano Rodrigues.