Publicidade
Publicidade

SAÚDE

Hospital Infantil promove Campanha de Higienização das Mãos e sensibiliza servidores

Intenção é sensibilizar servidores

25/05/16 09:25 | Atualizado em: 26/05/16 14:17

Você sabe lavar as mãos? E higienizar com a técnica correta? Era esse tipo de pergunta que a coordenadora da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH), Dádiva Carvalho de Moraes, fazia aos profissionais e acompanhantes do Hospital Infantil de Palmas (HIP), para sensibilizá-los com relação à higienização correta das mãos, visando à prevenção e controle de infecções hospitalares.


“Esse trabalho também está sendo feito com acompanhantes e visitantes do hospital, por isso montamos a sala de espera falando sobre infecção hospitalar, principalmente com os pacientes que vêm para fazer cirurgia e também aqueles pacientes que estão vindo para regresso”, explicou.


Além disso, a coordenadora falou sobre a dinâmica da campanha. “Para atingir todos os profissionais montamos uma equipe que vai aos setores em todos os períodos de trabalho, manhã, tarde e noite, e orienta profissionais sobre a técnica correta de higienizar as mãos”, destacou.


Maneira correta de higienizar
A equipe trabalha com os passos elaborados a partir de estudos da Organização Mundial de Saúde (OMS) e o profissional tem cinco momentos cruciais para fazer a higienização.


“Ele deve fazer antes do contato com o paciente, antes da realização de procedimento asséptico, após o risco de exposição a fluídos corporais, após o contato com o paciente e após o contato com as áreas próximas ao paciente”, explicou.


A enfermeira reforçou ainda que realizando a técnica correta, até 90% de incidência de infecção hospitalar é diminuída. “Mas reforço que tem que ser a técnica certa, que abrange a lavagem, o tempo e a fricção correta. Tem que lembrar dos passos: a fricção das palmas das mãos, dorso, articulações, dedos, limpeza das unhas e dos polegares. Após isso, as mãos vão estar seguras para trabalhar com o paciente”, destacou.


Dinâmica de verificação
Após a abordagem e orientações da equipe da CCIH, os servidores e acompanhantes passavam pela avaliação para certificarem se fizeram a higienização correta. Uma dinâmica em que utilizavam  solução fluorescente nas mãos com álcool gel, realizando os passos ensinados, e as inseriam em uma caixa totalmente escura, com luz negra, onde observam os pontos em que a limpeza não foi realizada de forma correta.  


A diretora geral do HIP, Leiliane Alves, realizou o procedimento e constatou que alguns pontos tinham que ser melhorados. “Achei super interessante a dinâmica, mesmo tendo o hábito constante de lavar, vemos que precisamos melhorar. Toda vez que saio e entro na sala eu lavo as mãos e fiquei surpresa que ainda ficou uma pequena área na face superior da mão para lavar. Com a caixa vemos quem realmente conseguiu lavar da forma correta e quem não conseguiu”, disse reforçando que os funcionários estão tendo a oportunidade de verificar a real importância de ter as mãos realmente limpas.


A técnica em radiologia, Virgínia Carvalho de Almeida, que também participou da dinâmica, disse que o tema é de real importância para todos. “Acho que cada profissional deve passar por essa experiência para ver que por mais que você ache que está lavando as mãos precisa melhorar em algum passo. Deu pra comprovar isso com a caixa. Acho fantástico esse tipo de abordagem, porque é uma forma de evitar muitos tipos de contaminações por falta da lavagem correta das mãos dos profissionais envolvidos.


Concurso de frases
Com intuito de envolver os servidores, colaboradores e parceiros do hospital, está ocorrendo ainda o concurso de frases que foi aberto no dia 20 e segue até o dia 25 deste mês. O concurso visa escolher as melhores frases com o tema infecção hospitalar.  “Uma comissão foi formada e vai divulgar o resultado na quarta-feira, 25. A premiação será uma bela cesta de café da manhã”, disse a coordenadora, Dádiva Moraes.