Publicidade

IMPASSE

Carlos Amastha critica atitude da oposição na Câmara

As críticas referem-se ao trancamento da pauta

17/05/16 16:48 | Atualizado em: 17/05/16 16:48

Em entrevista exclusiva ao Jornal Stylo, que circula na próxima quinta-feira, 19, o prefeito de Palmas Carlos Amastha (PSB) criticou as atitudes do presidente da Câmara Municipal da capital, Rogério Freitas (PMDB) – ex-aliado e hoje na oposição. As críticas referem-se ao trancamento da pauta – que já dura quase dois meses – em função de um impasse entre os vereadores da base e da oposição por causa das recomposições das comissões, ocorrida no mês passado, e questionada na Justiça pelo líder do governo na Casa, José do Lago Folha Filho (PSD).


As críticas de Amastha foram uma resposta à pergunta sobre projetos que estão parados nas comissões em função da disputa que levou à judicialização da questão. “No Legislativo, diferentemente do Executivo, o presidente [da Mesa Diretora] não é eleito pelo povo [para esse cargo], mas por seus pares, para dirigir a Casa em nome de todos. O que está acontecendo hoje é que o presidente está presidindo a Casa para um pequeno grupinho. Os direitos das minorias são absolutamente preservados, mas nunca em detrimento da maioria”, disse.


Amastha, porém, negou que esteja interferindo na discussão entre a base e a oposição, em relação à recomposição das comissões. “A gente pode opinar, mas não pode interferir no que está acontecendo no Legislativo. Que pena que isso esteja acontecendo”, contemporizou, acrescentando não acredita que a disputa venha a prejudicar a cidade. “Tenho certeza que no dia que a gente precisar e for falar com o vereador Rogério e mostrarmos o prejuízo que estão ocasionando à cidade, na hora eles votam isso aí. A política não vai se sobrepor ao interesse público”, concluiu.


Pré-candidato


Na entrevista ao Jornal Stylo Amastha disse, oficialmente, que é pré-candidato à reeleição. Até o momento o gestor não havia dito nem negado que pretende concorrer novamente ao cargo. “Mas pré-candidato não é candidato”, se esquivou. (Da redação)