Publicidade
Publicidade

CIDADE

Jornada em Pedro Afonso apresenta tecnologias para produção de frutas e mandioca

Evento aconteceu no sábado

16/05/16 09:55 | Atualizado em: 16/05/16 09:55

Quase 300 pessoas – a maioria estudantes de cursos técnicos, universitários, produtores rurais e profissionais que atuam no agronegócio – conheceram as tecnologias mais modernas voltadas para a produção de banana, abacaxi, maracujá, mamão e mandioca, durante a II Jornada Tecnológica de Diversificação Agrícola.
O evento realizado no sábado, 14 de maio, na fazenda São João, em Pedro Afonso, é uma iniciativa da Cooperativa Agroindustrial do Tocantins (Coopa), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Embrapa e Governo do Tocantins (Seagro), com apoios de vários parceiros.
Divididos em grupos, os participante percorreram cinco estações e em cada uma, pesquisadores da Embrapa e da Seagro ministravam palestras sobre cada cultura, dando detalhes sobre características das plantas, formas de plantio, adubação, controle de pragas e doenças, entre outros pontos.
Na área onde foi realizada a jornada foram cultivados dois hectares, cedidos pelo agricultor Evanis Roberto Lopes, em um campo experimental dos projetos Reniva (Rede de multiplicação e transferência de manivas – semente de mandioca com qualidade genética e fitossanitária) e Programa de Produção Integrada de Frutas (PI Brasil). Atualmente são cultivadas 49 variedades de mandioca, 12 variedades de banana, sete de maracujá, três de mamão, duas de abacaxi, duas de café e nove de citros.
Os materiais são melhorados geneticamente por pesquisadores da Embrapa Cruz das Almas (BA). Depois que ficam livres de pragas e doenças, as mudas são enviadas para Pedro Afonso, onde se testa a adaptação à região na área experimental. O passo seguinte será a entrega gratuita das mudas aos agricultores, que também terão assistência técnica sem nenhum custo.
Avaliação
Conforme o presidente da Coapa, Ricardo Khouri, a II Jornada Tecnológica de Diversificação Agrícola alcançou seu objetivo que era disseminar, principalmente para pequenos agricultores, as novidades voltadas à produção de frutas e mandioca, buscando aumentar o cultivo na região.
Já o superintendente da cooperativa, José Rander Lopes, salientou que a meta dos parceiros é dar continuidade as ações dos projetos Reniva e Programa de Produção Integrada de Frutas. Ainda segundo ele, em breve será instalado um viveiro de produção de mudas na área experimental da Fazenda São João.
O estudante de agronomia João Paulo, do Instituto Federal do Pará – Campus Conceição do Araguaia, disse ter sido possível vivenciar na prática os conhecimentos adquiridos em sala de aula.
Valmir Caetano Piton é produtor de soja, milho e sorgo na região de Pedro Afonso. Após assistir as palestras e saber que a região é propicia para o cultivo de frutas e mandioca, vai avaliar a possibilidade de desenvolver mais uma atividade agrícola. “Produzir frutas e mandioca pode ser mais uma alternativa de renda”, comentou.
Para o pesquisador da Embrapa na área de mandioca Aristóteles Pires de Matos, a realização da jornada mostra que as parcerias ajudam a fomentar o agronegócio. “Li uma vez que as parcerias são a principal moeda do século 21. Tenho certeza que esse evento será muito útil para quem participou. Creio que a região de Pedro Afonso poderá se tornar uma grande produtora de frutas e mandioca”, afirmou.
Palestras realizadas
Potencialidades da cultura do mamão (palestrante: Dr. Tulio Rafhael de Pádua, Embrapa Mandioca e Fruticultura)
A cultura do maracujá (palestrante: Dr. Raul Castro Carrielo Rosa, Embrapa Agrobiologia)
A cultura da abacaxicultura em Pedro Afonso (palestrante: Engenheiro Agrônomo Genebaldo Barbosa de Queiroz, Seagro)
Cultivares de banana e seu potencial produtivo (palestrante: Dr. Zilton José Maciel Cordeiro, Embrapa Mandioca e Fruticultura)
Ações do Reniva na Região de Pedro Afonso (palestrante: Dr. Aristósteles Pires de Matos e MSC. Alexandre Aires de Freitas - Embrapa Pesca e Aquicultura).
Apoio
A II Jornada Tecnológica de Diversificação Agrícola teve o apoio do Sistema OCB/SESCOOP-TO (Sindicato e Organização das Cooperativas do Tocantins e Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo do Tocantins), Ruraltins, Adapec, Prefeitura Municipal de Pedro Afonso, IFTO, Fazenda São João, Delegacia Federal da Agricultura, e produtores rurais de Pedro Afonso e região. (Ascom Coapa)