Publicidade
Publicidade
Publicidade

ARAGUAÍNA

Educação disponibiliza Portal do Aluno com material didático

08/07/20 08:24:47 | Atualizado em: 08/07/20 08:24:47

Em Araguaína, os alunos da Rede Municipal de Ensino já contam com uma nova plataforma para ajudar na educação não-presencial: o Portal do Aluno, que pode ser acessado no site da Prefeitura ou aplicativo GEP – Sala de Aula. O sistema on-line era usado pela Secretaria da Educação para diário eletrônico e foi adaptado para disponibilizar digitalmente todo o material didático que é retirado na escola, a cada 15 dias, e ainda também as videoaulas.

Por meio de login e senha individual, as crianças podem acessar o portal para resolver todas as atividades propostas on-line ou mesmo imprimir individualmente uma folha da apostila. “Para as perguntas objetivas, os alunos já sabem na hora se erraram ou acertaram, e nas subjetivas o professor irá corrigir”, explicou Letícia Guimarães, diretora da Escola Municipal Leia Raquel Dias Mota, na Vila Ribeiro.

Incentivo e suporte
Letícia ainda contou que inicialmente o trabalho de aproximação com os pais foi realizado pelo Whatsapp para incentivar e dar suporte. “A gente vem trabalhando questões motivacionais, estimulando que os pais simulem a rotina da escola dentro de casa, tendo um momento com os filhos para que possamos usar esse afastamento da escola como momento familiar”.

Competição saudável
A partir desta semana, os 351 alunos, de 1º ao 5º ano, da Escola Leia Raquel, serão incentivados a usarem mais o portal, sem deixar o apoio da rede social. “Os pais também mandam fotos da rotina e isso tem sido fantástico porque isso cria uma competição saudável entre eles”, concluiu a diretora.

Acesso a todos
A mesma intensificação do portal deve ocorrer para os cerca de 20.500 alunos da Rede Municipal de Ensino, entre escolas, creches e Educação de Jovens e Adultos (EJA) da zona urbana. “O material disponibilizado representa uma carga horária de duas horas, por dia, e toda tarefa também tem data, assim os pais podem fixar um horário para realização das atividades”, detalhou o superintendente da Educação, Railon Borges.