Publicidade
Publicidade

EM ÉPOCAS DE PANDEMIA

Educação Municipal de Palmas normatiza procedimentos para ensino remoto

05/06/20 20:56:14 | Atualizado em: 05/06/20 20:56:14

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) publicou nesta quinta-feira, 04, no Diário Oficial do Município, a aprovação da Instrução Normativa 001/2020, que dispõe sobre os procedimentos relativos ao Plano Educacional Emergencial 2020 que deve vigorar na rede municipal de ensino enquanto durar a pandemia de coronavírus (Covid-19).


O plano será coordenado pela Semed de forma que seja cumprida a carga horária mínima prevista em lei, uma vez aprovada a plataforma ‘Palmas Home School’ como meio remoto para desenvolvimento de atividades escolares não presenciais. Também está previsto o apoio às famílias que procurarem as unidades escolares por falta de internet ou equipamentos em casa por meio de material impresso ou acesso em computadores da escola, com os devidos cuidados para evitar a transmissão do vírus, sobretudo quanto à quantidade de alunos.


A instrução normativa considerou, entre outros tópicos, a declaração Organização Mundial de Saúde da infecção por coronavirus como pandemia, os decretos municipais decretando situação de emergência e estado de calamidade pública em Palmas e a nota de esclarecimento do Conselho Nacional de Educação, que autoriza a realização de atividades a distância no Ensino Fundamental.


Uma vez superada a pandemia, todo o investimento em equipamentos para as unidades escolares será mantido, assim como sua utilização como ferramenta de apoio à atividade pedagógica. O mesmo deve acontecer com os procedimentos de higiene adotados, que serão mantidos a todos os alunos e servidores.


Salas midiáticas e rádio escolar


Algumas unidades já estão se adequando ao novo momento, como é o caso do Cmei Cantinho da Alegria, que já adquiriu computadores e retroprojetores para a sala midiática. Em fase de compra, estão dois notebooks, tablets e kit de aula audiovisual que vai conter câmera, microfone, tripé, flash de luz e celular de última geração para gravação de aula e ensino com uso de tecnologia. Os professores já estão em formação para atender as novas demandas tecnológicas do segundo semestre. A sala de recursos estará equipada da mesma forma, para proporcionar às crianças com necessidades especiais outras formas de aprendizagem e inclusão.


Nas ETI’s Margarida Lemos e Fidêncio Bogo, os projetos de rádio escolar já haviam sido pensados muito antes da pandemia. Por isso, equipamentos de gravação de som, computador, e mecanismos de captação de áudio, além de adaptações para estúdio, já estão disponíveis e em fase de implementação. A criação da rádio web pretende ser um dos recursos e metodologias facilitadoras do processo de ensino- aprendizagem, além de inserir ainda mais a comunidade local e escolar na sociedade da informação.