Publicidade

PALMAS

Alunos de Artes da Fundação Cultural recebem atividades online

22/05/20 16:49:37 | Atualizado em: 22/05/20 16:49:37

A necessidade de adaptação em razão da pandemia por coronavírus (Covid-19), levou os professores de artes da Fundação Cultural de Palmas (FCP) a se reinventarem, buscando alternativas por meio da internet, para que possam retomar as atividades junto aos alunos, que passaram a receber atividades e material de estudos online. Ações que já deram resultado, a exemplo do vídeo realizado pelo Coral Municipal de Palmas.

Em razão da diversidade de cada área, como música, dança, artes visuais, e pelo fato da FCP não possuir uma plataforma específica para aulas a distância, por iniciativa de professores e alunos, foram pensadas diversas formas de atuação, a cargo de cada turma, que determina como será realizado o envio das atividades.

Professor de balé, Elton Fialho, grava aulas e envia pelo WhatsApp, para que os alunos possam acessar no momento que for possível, e também são agendadas aulas ao vivo e avaliações por videoconferência. “Assim fica de forma acessível e democrática, levando em conta que alguém pode não ter internet e usa apenas os dados móveis e tem alunos que utilizam o celular dos pais e não é sempre que pode ficar com o aparelho por um período muito longo. Quanto as aulas teórica, o envio do material é feito em PDF”, afirma. O objetivo é realizar uma ‘vídeo dança’, com cada aluno em sua casa, como resultado.

O Coral Municipal de Palmas também tem ensaiado por meio de vídeo conferências e já tem seu primeiro produto resultante das aulas pela internet, o vídeo da canção ‘Meu Tocantins’, disponibilizado nas redes sociais da FCP. Regente do Coral, a maestrina Renate Stephanes explica que os ensaios estão acontecendo toda as terças e quintas, nos mesmos dias que eram os ensaios presenciais para manter a rotina do Coral.

Professores de outros equipamentos, como o Espaço +Cultura, Estação Cidadania Cultura e Casa de Cultura Maria dos Reis, também estão desenvolvendo atividades junto aos alunos.

A gerente de Projetos da FCP, Luciane de Marque, explica que as atividades não possuem teor de aulas oficiais e não será cobrada assiduidade dos alunos, já que nem todos podem participar, mas é uma forma e atender uma demanda destes, e ao mesmo tempo oferecer opção durante esse período. “É para ter uma continuidade de atividades, uma rotina de estudos, mas sem uma obrigatoriedade”, afirma.