Publicidade
Publicidade

SEGURANÇA PÚBLICA

IML capacita profissionais de saúde em Palmas

26/01/20 19:17:56 | Atualizado em: 26/01/20 19:17:56

Georgiana Ramos, diewtora do IML acredita que o evento foi de extrema importância, uma vez que os conhecimentos repassados pela equipe do IML aos profissionais da saúde serão de grande valia para que eles possam desenvolver um trabalho com ainda mais qualidade, tendo por base os parâmetros técnicos assimilados durante o curso. “É sempre muito gratificante poder contribuir para a capacitação de servidores em temas tão relevantes como os que foram explorados durante o curso. Esperamos que todos aqueles que passaram pela capacitação se sintam ainda mais preparados e confiantes no exercícios de suas atribuições cotidianas”, ressaltou a diretora

O Instituto de Medicina Legal do Tocantins (IML), órgão vinculado à Polícia Científica da Secretaria da Segurança Pública do Tocantins, promoveu, neste sábado, 25, em Palmas, curso de capacitação para servidores cedidos pela secretaria de Estado da Saúde. O evento ocorreu na sede do IML e sua finalidade foi prestar apoio técnico especializado à seção de antropologia forense e odontologia legal. Dentre os servidores cedidos estão um médico que atuará em Palmas e quatro odontólogos que prestarão serviços em Palmas, Gurupi e Araguaína.

A ação de capacitação, de natureza teórico-prática, objetivou transmitir e desenvolver conhecimentos e habilidades no campo da antropologia forense e odontologia legal tendo por base a literatura científica e os métodos reconhecidos internacionalmente. Ainda no decorrer do curso, foram explorados temas como metodologias para estimativa do perfil biológico de remanescentes ósseos (sexo, ancestralidade, idade e estatura); verificação de patologias, traumas ante mortem, perimortem e pós morte; bem como métodos de identificação humana.

O curso foi uma iniciativa da seção de antropologia forense e odontologia legal (SAFOL) do IML Palmas e foi coordenado pela diretora do IML/TO, Georgiana Ferreira Ramos, com apoio da supervisora do IML/TO Jane Sant’Ana Martins, além da chefe da SAFOL; Sandra Souza Mendes.
A iniciativa representa uma das etapas para restruturação dessa seção especializada responsável pela identificação de cadáveres em avançado estado de decomposição, carbonizados e ossadas.