Publicidade
Publicidade

VACINAÇÃO CONTRA BRUCELOSE

Médico veterinário da iniciativa privada deve recadastrar na Adapec

22/01/20 09:17:39 | Atualizado em: 22/01/20 09:17:39

O prazo para o recadastramento no Programa Estadual de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose (PECEBT) encerra no dia 29 de fevereiro para os médicos veterinários da iniciativa privada, que realizam vacinação contra a brucelose. O recadastramento deve ser realizado duas vezes por ano, conforme previsto na Portaria nº 297, de 27 de setembro de 2018, na Agência de Defesa Agropecuária (Adapec).

Os profissionais que não atenderem a medida ficarão inativados no Sistema Informatizado de Defesa Agropecuária do Estado do Tocantins (Sidato).“Eles ficarão impedidos de comprar blocos e seus atestados não poderão ser lançados no sistema, o que pode acarretar prejuízos aos profissionais e aos produtores rurais, bem como outros transtornos”, afirma a responsável técnica pelo PECEBT, Carolina Silveira Ozorio.

A vacinação contra brucelose só deve ser realizada por um médico veterinário devidamente cadastrado na Adapec ou auxiliares de vacinação com curso reconhecido e cadastrados em equipes destes médicos veterinários. Isto porque, a vacina é feita de microorganismos vivos atenuados. “É de competência exclusiva do médico veterinário cadastrado a emissão de receita e de atestado de vacinação, entre outras responsabilidades”, disse Carolina Silveira

Documentação

Para o recadastramento são exigidos: declaração/Certidão de Regularidade - certificação de quitação com as obrigações junto ao Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV/TO); cópia do comprovante de endereço atual (no mínimo 90 dias); ficha cadastral preenchida e sem rasuras; cópia da carteira profissional (CRMV-TO). Mais informações, procure a Adapec ou ligue no 0800 63 11 22.