Publicidade
Publicidade

ESTADO

Tocantins sediará XVI Encontro Nacional de Grupo de Trabalho sobre faixa de domínio de rodovias

20/01/20 14:01:41 | Atualizado em: 20/01/20 14:01:41

O XVI Encontro Nacional do Grupo de Trabalho sobre Faixa de Domínio de Rodovias acontecerá em Palmas, como parte da campanha de redução de acidentes com vítimas fatais do Movimento Maio Amarelo 2020, a ser realizado no Tocantins. Maio Amarelo é uma campanha internacional de conscientização sobre os perigos no trânsito e tem como objetivo a redução do número de acidentes.

A data do encontro ainda está sendo definida pela Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto). O evento é uma parceria do Governo do Tocantins com a Associação Brasileira dos Departamentos Estaduais de Estradas de Rodagem (ABDER).

O Grupo de Trabalho, que conta com a participação de representante da Ageto, tem por objetivo discutir e regularizar as faixas de domínio das rodovias estaduais e federais do país. O grupo faz parte do organograma da ABDER.

Para este ano, que completa a Década de Ação para a Segurança no Trânsito, a Ageto está preparando as ações do Maio Amarelo com o Encontro do Grupo de Trabalho, com vários minicursos voltados aos agentes de órgãos públicos e privados que trabalha com o trânsito, blitzen educativas, distribuição de informações educativas, levar a escolinha de trânsito para as escolas do ensino fundamental e eventos como a Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins (Agrotins).

Maio Amarelo

Tudo começou quando um levantamento da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontou que 1,3 milhão de pessoas morreram em acidentes de trânsito em 178 países, durante o ano de 2009. O estudo também alertou que em 2020 o número passaria para 1,9 milhão. Em 2030, seriam 2,4 milhões de vítimas fatais.

Com base nos dados, a Organização das Nações Unidas (ONU) criou, em 2011, a Década de Ação para a Segurança no Trânsito. O movimento - que estimula ações mundiais, nacionais e regionais - tem a meta de evitar pelo menos cinco milhões de mortes no trânsito até 2020.