Publicidade
Publicidade
Publicidade

TECNOLOGIA DA INFORMÁTICA

Governo do Estado tem resultados positivos em 2019

09/01/20 14:38:33 | Atualizado em: 09/01/20 14:38:33

Durante o ano de 2019 o Governo do Estado, por meio da Agência de Tecnologia da Informação (ATI), trabalhou acompanhando e gerindo projetos, com quase 22 mil atendimentos de suporte e infraestrutura aos órgãos já absorvidos, possibilitou compreender os pontos de melhorias, provendo soluções e criando ferramentas de comunicação entre as plataformas e estruturas presentes no Estado para melhorar as condições de trabalho do servidor público e atendimento ao usuário.

Segundo o presidente ATI, Tiago Pinheiro, 2019 foi de grande evolução no modelo de gestão da tecnologia da informação e comunicação no Governo do Estado do Tocantins, a começar pela criação da Agência de Tecnologia. “A criação da Agência trouxe a possibilidade de visualizarmos as ações de tecnologia com um olhar único e focado na entrega de resultados, tornando as ações integradas, permitindo um melhor aproveitamento dos recursos bem como um controle sobre a execução das atividades de tecnologia da informação (TI) anteriormente executadas independentes por cada órgão”, afirmou.

“Em 2020 buscaremos aumentar ainda mais as ações de transformação digital e modernização da TI através do desenvolvimento de sistemas, aquisição de equipamentos, treinamentos e redesenho de processos para levar a eficiência e eficácia que a tecnologia é capaz de entregar tanto para a administração pública, quanto ao cidadão, que poderá utilizar das ferramentas que disponibilizamos para ter acesso aos principais serviços do Estado de forma digital e desburocratizada” enfatizou.

A Agência trabalhou também na integração nacional, participando de eventos e possibilitando ao Tocantins acompanhar as diretrizes que têm norteado as ações de transformação digital no Brasil, trabalhando em parceria para adesão dos serviços digitais, viabilizando a integração e a disponibilização de informações automatizadas no Governo do Estado do Tocantins.

A ATI iniciou o ano dividindo sua estrutura em três etapas, iniciando com a criação e estruturação da Agência, passando pelo levantamento da situação das unidades gestoras e por fim com o processo de absorção das atividades de TI dos órgãos pela ATI. Trabalhando em 2019 na centralização das ações relacionadas à tecnologia da informação, na otimização de recursos e mão de obra.

Governo Digital

Neste primeiro ano de gestão, a Agência buscou trabalhar na redução do tempo de atendimento, bem como aumento da capacidade de pessoal técnico, reduzindo o tempo médio para a conclusão das demandas com um total de 13.180 chamados atendidos.

Em 2019 foram implantados novos serviços eletrônicos, sendo um deles o Bloqueio de Telemarketing Estadual, disponível desde agosto contou com mais de 700 telefones cadastrados para bloqueios por 439 usuários. A plataforma tem como objetivo impedir que as empresas de telemarketing, bem como os demais estabelecimentos que se utilizem deste serviço, efetuem ligações telefônicas para os usuários inscritos. O consumidor que quiser solicitar o bloqueio, deve acessar o site do Procon Tocantins, por meio do link http://bloqueios.procon.to.gov.br .

A ATI acompanhou também todo o processo de construção do Plano Plurianual (PPA) 2020-2023, ação que teve seu encerramento em setembro, e teve a participação de 4.288 tocantinenses nas 10 regionais realizadas onde ocorreu a votação das metas da administração pública. A Agência trabalhou na implementação de novas funcionalidades no sistema utilizado nas regionais, gerenciamento, suporte técnico e na estrutura física, expedição de relatórios e resultado do desafio escolhido na região, formalizando todo o processo de forma rápida e de fácil acesso.

Trabalhando na transformação dos processos administrativo eletrônico, neste ano foram abertos 71.404 processos digitais e produzidos 753.422 de documentos digitais, o resultado dessa transformação gera economia em diversos aspectos, desde a redução nos gastos com papel, toner, material de escritório, armazenamento e até as horas de mão de obra, resultante da otimização do trabalho.

Todas as ações que foram possíveis graças ao apoio do governo do Estado e de todas as suas esferas que entendeu a necessidade da otimização da gestão da Tecnologia.

Treinamento

Para continuidade das ações é necessária à realização de treinamentos nos órgãos, desse modo mais de 600 servidores participaram de capacitações do Sistema de Gestão de Documentos (SGD), Sistema Integrado de Gestão Administrativa (Siga), Sistema de Acompanhamento Processual (SAP), Sistema de Gestão de Atendimento (SGA) e Portal de Serviços.

Utilizando as plataformas de ensino on-line por meio do Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment (Moodle), que entre as facilidades proporcionadas pela possibilidade de inscrição em capacitações, a obtenção de certificados e o acesso a materiais pedagógicos, além da participação em cursos na modalidade à distância.

Também foram treinados 200 servidores no sistema Implantação de gerenciamento da população carcerária e combate ao crime organizado (Sistema Hades). O sistema está implantado em todas as unidades prisionais do Estado, e permitindo que os agentes penitenciários tenham acesso em tempo real às informações penitenciárias do Tocantins.

Comissão

Com a criação da Agência, iniciou-se a fase de levantamento da situação de tecnologia da informação e comunicação do Estado, nesse sentido foi criada uma comissão, formada por técnicos da Agência, abrangendo áreas de Infraestrutura, Contratos, Sistemas, Projetos, Treinamentos e Suporte, para a elaboração de um mapa situacional dos órgãos, entre Secretarias e Autarquias que fazem parte do escopo de atendimento da ATI.

Com o resultado do levantamento da situação atual de TI nos órgãos, foi possível criar um mapa situacional e relatório com objetivo de subsidiar as atividades de atendimento e prioridades da ATI. Por meio de visitas aos órgãos foi realizado um diagnóstico dos recursos de Tecnologia da Informação disponíveis no Estado, possibilitando o planejamento do processo de absorção dos órgãos que atualmente está com 80% concluído.

Convergência e Economicidade

Com a centralização das ações e entendimento das demandas, os recursos computacionais estão sendo otimizados com um melhor aproveitamento do dinheiro público empregado nos investimentos já realizados, aumentando a capacidade do ambiente dos equipamentos físicos e servidores virtuais que atendem os mais diversos serviços para o Estado e para o cidadão tocantinense.

A convergência também promoveu economicidade, uma vez que com a racionalização e melhor distribuição dos ambientes, possibilitou, por exemplo, transformar um projeto orçado em R$ 21 milhões, em uma aquisição de pouco mais de R$ 6 milhões, melhorando não só o poder de processamento, como também melhorando a área de armazenamentos dos dados.

Além disso, mais de 400 terabytes de dados, hora descentralizados e sob risco de incidentes, foram migrados para os ambientes seguros geridos pela ATI, enquadrando-se, agora, nas melhores práticas de gerenciamento e segurança da informação.