Publicidade

Tocantins

Em Brasília, vice-presidente do PSB, Amastha participa da posse de novo procurador da República

02/10/19 16:02:38 | Atualizado em: 02/10/19 16:02:38

Sete dias após ser aprovado em uma sabatina no Senado, Augusto Aras tomou posse na manhã desta quarta-feira, 02, em Brasília, como procurador-geral da República, para um mandato de dois anos. A solenidade ocorreu na sede do Ministério Público Federal (MPF) e contou com a presença do vice-presidente nacional do PSB e ex-prefeito da Capital do Tocantins, Carlos Amashta participou da posse. Amastha parabenizou Aras por defender uma gestão pautada pelo diálogo, respeito à Constituição e “princípio da legalidade, com respeito a todos os valores que encarnam a alma do brasileiro e o espírito da nação”.

Além do presidente da República, pelo menos 12 ministros participaram, entre eles Sergio Moro (Justiça), Onyx Lorenzoni (Casa Civil) e Marcelo Álvaro Antônio (Turismo). Os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), também marcaram presença, assim como os ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) Dias Toffoli, presidente da corte, Alexandre de Moraes e Ricardo Lewandowski.

Durante o ato de posse, o presidente Jair Bolsonaro disse que o novo procurador-geral “é um guerreiro que vai ter em uma de suas as mãos a bandeira do Brasil e na outra a Constituição” e que o MP tem que continuar altivo, independente e extremamente responsável.

“A responsabilidade dele é enorme porque muita coisa de interesse do Brasil passa pelo MP e nós sabemos a importância desse órgão no destino da nossa nação. Não é apenas fiscal da lei, outras atribuições cabem a ele, em grande parte nós brasileiros estaremos perfeitamente alinhados com suas decisões”, disse Bolsonaro.