Publicidade
Publicidade

PALMAS

Saúde é indicador que garantiu destaque de Palmas no ranking Smart Cities

18/09/19 15:57:11 | Atualizado em: 18/09/19 15:57:11

Palmas é a segunda melhor cidade, no indicador Saúde, entre as 100 cidades listadas pelo ranking divulgado pela 5ª edição do Connected Smart Cities, mais importante iniciativa de cidades inteligentes do País e América Latina. Neste indicador, a Capital do Tocantins obteve nota 4,238, atrás apenas de Vitória (ES), cuja nota foi 4,421. Considerando 11 diferentes indicadores, Palmas é a cidade melhor posicionada da Região Norte e a 19ª cidade melhor posicionada no País com nota total 34,437.

Conforme o ranking divulgado, nesta terça-feira, 17, a cidade mais inteligente e conectada do País é Campinas (SP), cuja nota foi 38,977. Depois de Campinas, aparecem no ranking São Paulo (SP), Curitiba (PR), Brasília (DF) e São Caetano (SP).

O levantamento é elaborado pela consultoria Urban Systems em parceria com a empresa de organização de eventos Sator e mapeia todas as cidades com mais de 50 mil habitantes, alcançando, portanto, 666 municípios, para definir as cidades com maior potencial de desenvolvimento do Brasil.

O ranking utiliza indicadores de 11 principais setores, sendo eles: mobilidade, urbanismo, meio ambiente, tecnologia e inovação, economia, educação, saúde, segurança, empreendedorismo, governança e energia, mesmos eixos temáticos do evento Connected Smart Cities.



Destaques

Considerando o indicador Saúde, em que foi melhor avaliada, Palmas se destaca por ser uma cidade com 100% de cobertura populacional pelas equipes de Saúde da Família e ainda uma cidade com mais de 500 médicos por 100 mil habitantes.

Neste indicador, são considerados os quesitos: oferta de leitos, profissionais qualificados, cobertura de atendimento, investimentos público no setor, mortalidade infantil e saneamento básico. "Temos diversos projetos em andamento, principalmente, na atenção primária, que trarão em um curto espaço de tempo indicadores ainda melhores e a consequente melhora da qualidade de vida dos moradores de Palmas", diz o secretário municipal de Saúde, Daniel Borini.


No indicador mobilidade e acessibilidade, Palmas conquistou a 37ª posição. Nele são avaliados quesitos relativos a conexões interestaduais, destinos aeroviários, ciclovias e outros modais de transporte coletivo.


Outros investimentos


O programa Palmas Solar de incentivo a investimento da população em geração de energia solar, a instalação de abrigos de ponto de ônibus inteligentes, abastecidos com sistema de energia fotovoltaica e sinal wifi e o videomonitoramento das unidades de saúde são alguns dos investimentos feitos pela Prefeitura de Palmas nos últimos anos.



Outro avanço importante é que hoje toda a rede da Prefeitura de Palmas conta com 98% de conexão através de fibra óptica.



A criação de uma agência dedicada à gestão e criação de tecnologia da informação também pode ser citada como um investimento do Município para potencializar ferramentas e recursos no segmento de tecnologia. “A Agência Municipal de Tecnologia da Informação de Palmas (Agtec) veio para criar um ambiente de melhoramento e crescimento tecnológico para a Prefeitura. Conquistamos investimentos importantes que nos garantem, inclusive, a exportação de muitos sistemas que desenvolvemos para outros Estados e municípios”, reforça o diretor-geral de Tecnologia da Informação, Anderson Jesus de Menezes.



Projetos futuros


Há ainda outros projetos em andamento que vão potencializar e futuramente influenciar em um melhor posicionamento de Palmas no ranking Smart Cities, como um projeto para uso de recursos de reconhecimento facial para uso da Guarda Metropolitana (segurança). A parceria com o Instituto Federal do Tocantins (IFTO) prevê outro projeto para uso de imagens captadas por drones para serviços intersetoriais, como fiscalização de trânsito, operações de segurança e localização de focos de mosquito da dengue, até mesmo o uso pela Guarda Ambiental. Outra iniciativa futura trará sistema de videomonitoramento nas escolas da rede municipal, ampliando recursos em prol da segurança de professores e alunos.