ESTADO

Mais de 100 cirurgias são agendadas na primeira ação do projeto Orelhinha

19/04/19 00:14:28 | Atualizado em: 19/04/19 00:15:14

O Projeto Orelhinha chegou no Tocantins e já agendou mais de 100 cirurgias reparatórias de orelhas em abano. Nesta semana, os interessados no projeto de resgate a autoestima através das cirurgias de correção participaram das palestras explicativas em Palmas e Araguaína.

Com o Projeto a cirurgia sai com um custo acessível e com pagamento facilitado, permitindo que um maior número de pessoas possa realizar o procedimento. Nas palestras, os interessados receberam todas as orientações referentes à cirurgia, ao pós-operatório, os cuidados necessários antes e depois da cirurgia, conheceram os profissionais e hospitais parceiros no Estado, as formas de pagamento e valores do projeto.

Ao final das palestras, os organizadores já recolheram todos os documentos necessários para agendamento da cirurgia e marcaram as datas do procedimento. “Esses projetos privados nos ajudam a oferecer uma medicina de qualidade, com materiais de primeira linha e custo acessível, tudo através de parcerias. Assim, reduzimos os custos e todos saem ganhando”, explica o coordenador e fundador do Projeto, o cirurgião plástico Marcelo Assis.

O operador de caixa, Luiz Gustavo da Silva, estava pesquisando sobre a cirurgia quando conheceu o Projeto Orelhinha pelo canal no youtube. “Já estava pesquisando sobre a cirurgia e através de alguns vídeos no youtube conheci o Projeto. É um Projeto muito bom, já tinha vontade de fazer a cirurgia, desde sempre, e com esse projeto vai ficar mais fácil para conseguir fazer”, disse.

A estudante, Carla Santos Pinheiro, chegou ao local da palestra às 05h com objetivo de ser a primeira pessoa a agendar a cirurgia. “Sempre me senti muito incomodada, a ponto de não querer amarrar o cabelo, principalmente no tempo da escola que a gente sofre muito bullying. Agora, com o projeto em Palmas é a minha chance de fazer a cirurgia. Eu achei a ideia do projeto muito interessante, porque muitas pessoas não têm a condição, e o valor eu considero acessível para que as pessoas possam fazer a cirurgia. E eu já agendei a minha cirurgia, que será a primeira”, destaca a estudante.

A previsão para que os organizadores do Projeto estejam novamente no Tocantins é em agosto. Os interessados podem obter mais informações no site www.projetoorelhinha.com.br ou pelo telefone 0800 718 7804.