ESTADO

Deputados são hostilizados em ato pró-Bolsonaro

11/10/18 09:54 | Atualizado em: 11/10/18 09:54

Nem Vicentinho Júnior, nem Carlos Gaguim e nem Eli Borges, a campanha de Jair Bolsonaro no Tocantins será coordenada no Estado pelo Diretório Estadual do PSL que está sob a batuta de César Simoni e Antônio Jorge.
O recado foi dado durante o ato em prol a campanha de Bolsonaro realizado na noite de ontem no Auditório da ATM, em Palmas. O evento contou com a presença do senador do PR-ES, Magno Malta.
O ato foi marcado pelos protestos dos eleitores de Bolsonaro, que estranharam o anúncio oficial dos deputados tocantinenses, em especial Vicentinho Júnior, à campanha do presidenciável.
Os três parlamentares foram vaiados e chamados de oportunistas pelos eleitores. Já Magno Malta foi recebido como ídolo pelos presentes.
Por meio de nota, Antônio Jorge, presidente do PSL no Tocantins, explicou que em nenhum momento foi oferecida à coordenação aos parlamentares, mas destacou que o apoio voluntário dos três é muito bem-vindo.