Publicidade
Publicidade

PALMAS

Polícia desarticula quadrilha especializada em aplicar golpes no comércio

De acordo com as investigações da Polícia Civil, a quadrilha era extremamente organizada

31/05/16 08:34 | Atualizado em: 31/05/16 08:42

Policiais Civis da 2ª Delegacia de Palmas, comandados pela delegada Ludmila Barreto Cesarino desarticularam, na tarde desta segunda-feira, 30, uma suposta quadrilha especializada em aplicar golpes no comércio de Palmas, mediante a prática do crime de estelionato. A ação, que teve início no início da manhã e terminou à noite, resultou na prisão de três indivíduos de iniciais D.S, 26 anos de idade, F.N.O, 29 anos e I.P.S.S. também de 29 anos de idade, além da recuperação de uma grande quantidade de mercadorias adquiridas de forma ilegal pela quadrilha.



Conforme a delegada Ludmila, há cerca de algumas semanas, as equipes da 2ª DPC deram início as investigações, no sentido de identificar os membros de uma quadrilha responsável por confeccionar cartões de crédito de várias bandeiras, bem como documentos necessários para aprovação de cadastro em estabelecimentos comerciais, de Palmas, a fim de obter cartões para a realização de compras de diversos produtos.



Ainda de acordo com a delegada, na manhã desta segunda-feira, os policiais civis foram chamados até o Hipermercado Extra, a fim de verificar uma situação que envolvia pessoas tentando efetuar compras na loja, utilizando-se de cartões falsos. Com a chegada dos agentes, um indivíduo foi detido e levado até a sede do 2º DP. Os policiais civis então, deram início as diligências e conseguiram localizar os outros dois integrantes da quadrilha, os quais também foram presos e levados para à Delegacia.



Logo em seguida, os agentes foram até a casa de I.P.S.S apontado como sendo o chefe da quadrilha, onde apreenderam 3 televisores de LED, de 60”, 1 bicicleta importada, avaliada em mais de 3 mil reais, uma espingarda de pressão, três freezers novos, sendo 2 verticais e 1 horizontal, eletro eletrônicos, tais como tablets e aparelhos celulares de última geração, 1 fogão industrial, ainda embalado, 2 impressoras, leitoras de códigos de barras, 2 máquinas de cartões de crédito, uma chapa industrial para lanches, auto falantes de 1800 watts de potência, kits profissionais de ferramentas, diversos cartões de crédito de várias bandeiras, além de grande quantidade de documentos.



De acordo com as investigações da Polícia Civil, a quadrilha era extremamente organizada e produzia RGs, comprovantes de endereço e de renda, com os quais geravam cartões falsos, em lojas da Capital, sendo que o chefe da organização criminosa já atua há vários anos nessa modalidade criminosa “Acreditamos que, por meio desses expedientes fraudulentos, a organização possa ter adquirido mais de R$750 mil reais em mercadorias, não só em lojas físicas de Palmas, como também pela internet”, frisou.



Os três suspeitos foram autuados pelos crimes de estelionato, receptação, outras fraudes e falsidade ideológica e, após os procedimentos cabíveis, foram encaminhados à Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP), onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.



Ainda conforme a delegada, as investigações serão intensificadas, pois existe a suspeita de que outros integrantes da quadrilha ainda podem estar soltos e que mais empresas possam ter sido lesadas pela atuação da quadrilha.