De olho na política

Por Erica Lima

Coluna

10/08/18 09:05 | Atualizado em: 10/08/18 09:37

PALMAS

Secretário da Saúde de Palmas deve deixar o cargo, Eugênio Pacceli foi convidado para o posto

O gestor é muito querido entre os servidores e assumiu a pasta após a saída de Nésio Fernandes


O secretário da saúde de Palmas, Whisllay Maciel Bastos, deve deixar a pasta nos próximos dias. 

O gestor já informou a prefeita Cinthia Ribeiro de sua decisão. Bastos, que é enfermeiro, deverá se dedicar aos estudos. Fontes ligadas ao Portal Stylo informaram que ele irá fazer o curso de Medicina. A exoneração ainda não foi publicada, mas o gestor já estaria aguardando o seu substituto.

O gestor é muito querido entre os servidores e assumiu a pasta após a saída de Nésio Fernandes, em abril. Antes, ele ocupava o cargo de Secretário Executivo.

Informações de bastidores dão conta que a prefeita Cinthia Ribeiro convidou o administrador Eugênio Pacceli, que já foi secretário de Saúde do Estado do Tocantins na segunda gestão de Marcelo Miranda. Pacceli ainda não deu a resposta a gestora.



 

07/08/18 12:07 | Atualizado em: 07/08/18 12:07

ESTADO

Amastha se reúne com aliados e apoiadores acreditam em revisão de decisão


Aliados confirmaram que após uma reunião realizada na manhã desta terça-feira, 07, o ex-prefeito Carlos Amastha (PSB), pode rever a decisão de desistir da candidatura ao Governo do Tocantins. O anúncio definitivo deve ser feito aos membros de seu grupo nesta tarde e, posteriormente, confirmada em coletiva de imprensa.

A reunião, que durou toda a manhã, reuniu diversos aliados, entre eles os senadores Vicentinho Alves e Ataídes Oliveira.

A chapa do ex-prefeito foi registrada na Justiça Eleitoral conforme a definição de domingo. O advogado de Amastha, Leandro Manzano explicou que caso ele persista com a decisão, deve-se seguir um processo e solicitar a substituição, que pode ser feita até 20 dias antes da eleição.

Mas, pessoas ligadas ao ex-prefeito acreditam que, um dia após anunciar sua decisão, Amastha voltará atrás.

O Portal Stylo aguarda informações em relação ao encontro de Carlos Amastha com a imprensa.

06/08/18 10:35 | Atualizado em: 06/08/18 11:18

POLÍTICA

Amastha decide por chapão e desagrada partidos pequenos





O grupo de Amastha bateu o martelo e decidiu pela formação de um chapão proporcional incluindo todos os partidos aliados. A meta é tentar eleger pelo menos 10 deputados estaduais.

A informação desagradou os partidos pequenos, com menor quantidade de votos, o PCdoB, o PSC e o PTB não concordaram com o formato. O PCdoB tem o médico Nésio Fernandes como candidato e o PTB tem o ex-deputado José Geraldo.

Como o chapão inviabiliza as candidaturas do PCdoB, a sigla optou por abandonar Amastha e declarou apoio a candidatura de Márlon Reis. O objetivo é conseguir melhores condições de disputa. Existe a expectativa de que  partido indique um nome para ocupar a suplência de Paulo Mourão na chapa.


03/08/18 15:20 | Atualizado em: 03/08/18 15:20

POLÍTICA

Rede começa a ter debandada após anúncios de alianças






A empresária Cleide Brandão (REDE) confirmou ao Portal Stylo que desistiu de sua candidatura ao cargo de deputada estadual após as novas composições feitas pelo partido.

A empresária destacou que com as alianças o Rede perdeu o seu discurso encabeçado pelo ex-juiz Marlon Reis, idealizador da Lei da Ficha Limpa.

Cleide Brandão era um dos principais nomes da sigla na disputa para o parlamento estadual. Além dela, a ex-prefeita Nilmar Ruiz também desistiu de disputar uma das vagas ao senado alegando incoerência partidária.

A convenção do Rede está marcada para acontece na noite desta sexta-feira, 03, no auditório do Hotel Victória, em Palmas. A expectativa é de que seja anunciada a composição da chapa que deverá ter Marlon Reis para governador e Irajá Abreu (PSD) e Paulo Mourão (PT) para o Senado.


02/08/18 12:36 | Atualizado em: 02/08/18 12:36

POLÍTICA

Partido de Márlon Reis entra na reta final de negociações e define convenção para esta sexta





O Rede Solidariedade, partido que tem como pré-candidato ao Governo do Estado, o ex-juiz Márlon reis, anunciou que deve realizar sua convenção nesta sexta-feira, 03.

O evento, que irá formalizar a candidatura do ex-magistrado, acontece no auditório do Hotel Victoria a partir das 19 horas.

A composição da chapa de Márlon Reis ainda não foi definida. O Rede ainda negocia alianças e tudo indica que o PV, o PSD e o PT terão espaço na majoritária encabeçada pelo ex-juiz. Até a manhã desta quinta-feira, 02, apenas o PRTB havia oficializado, após convenção, o apoio à candidatura do REDE.

01/08/18 22:25 | Atualizado em: 01/08/18 22:25

POLÍTICA

Carlesse garante que vagas para o senado são de Siqueira e Halum e que nomes serão oficializados na convenção





O governador Mauro Carlesse (PHS), pré-candidato a reeleição, negou que esteja sofrendo pressão por parte de políticos da cidade de Araguaína que querem que uma das vagas para o senado em sua chapa seja destinada ao ex-deputado federal Eduardo Gomes (SD). “Essa informação fiquei sabendo pela imprensa, eu não estou sendo pressionado, mesmo porque a decisão não é minha”, disse.

Carlesse explicou que irá cumprir os acordos feitos antes das eleições suplementares e que a sua chapa já está formada e será oficializada no próximo sábado, 04, durante a convenção de seu partido. “Nós vamos manter os acordos e continuar com quem esteve conosco desde o início, hoje na chapa estão o Siqueira Campos e o César Halum, só haverá mudanças caso um deles desista”, destacou.

Conforme o governador, suas conversas com Gomes foram poucas e, mesmo assim, a decisão em relação às vagas para o senado não dependem dele. “Vamos cumprir os acordos, se ele quiser uma das vagas ele tem que ir atrás, são vagas que estão destinadas ao Halum e ao Siqueira Campos, se um deles desistir, aí sim temos condições favoráveis, ele é meu amigo, gosto dele, mas nesse momento as vagas estão ocupadas”, ressaltou o gestor.

O governador também comentou as críticas feitas à candidatura de Siqueira Campos, que para alguns, não teria mais condições de ocupar um cargo eletivo. “Eu não vejo dificuldade, é a vontade dele e ele é líder nas pesquisas, além disso, está preparado para ajudar o estado”, finalizou.


01/08/18 11:49 | Atualizado em: 01/08/18 11:49

POLÍTICA

Folha traz Kátia como opção para vice na chapa de Ciro; senadora não se manifesta




A senadora Kátia Abreu (PDT) não se manifestou sobre a informação publicada pelo jornalista Gustavo Uribe, do Folha de São Paulo, de que ela seria a opção do partido para ocupar a vaga de vice-presidente na chapa encabeçado por Ciro Gomes, caso o PSB não indique um nome.

Ciro Gomes havia estabelecido que o vice fosse uma pessoa do sul ou do sudeste, mas a dificuldade de compor a chapa presidencial pode resultar na indicação de Kátia. A informação não foi confirmada nem desmentida pela tocantinense.

No Tocantins a informação virou assunto entre os políticos que não acreditam na indicação da senadora. “Kátia é uma ótima articuladora, mas saiu de uma eleição suplementar muito desgastada, não acredito que ela seja opção para a chapa presidencial”, disse um aliado ao Portal Stylo.

Kátia era vista como um dos principais nomes na disputa pelo Palácio Araguaia, mas após o seu resultado nas eleições suplementares, a senadora desistiu da disputa em outubro e deve se concentrar para eleger o seu filho, o deputado federal Irajá Abreu, que pleiteia uma vaga na disputa para o Senado.

As conversas estão avançadas e tudo indica que o parlamentar irá fazer parte da chapa majoritária de Márlon Reis (REDE).

A decisão ainda não foi anunciada, mas a convenção dos partidos ligados a senadora (PDT, PPS e Patriota) está marcada para acontecer neste domingo, 05, a partir das 14 horas no auditório do Hotel Rio do Sono.
 

Veja a reportagem da Folha clicando aqui

31/07/18 16:17 | Atualizado em: 31/07/18 17:56

POLÍTICA

Siqueira faz 90 nesta quarta e missa em alusão a data será celebrada





Já circula nas redes sociais o convite para a missa de ação de graças em alusão ao aniversário de 90 anos do ex-governador e pré-candidato ao Senado, Siqueira Campos (DEM).
A celebração está marcada para acontecer às 19h30 desta quarta-feira, 1º de agosto, no Santuário Nossa Senhora de Fátima, localizado na 308 Sul.
A previsão é de que vários políticos de renome e admiradores do ex-governador estejam presentes. A aparição pública de Siqueira Campos também poderá afastar algumas informações ventiladas esta semana de que o pré-candidato apresenta problemas de saúde capazes de impossibilitar a sua candidatura.
 

31/07/18 09:39 | Atualizado em: 31/07/18 09:39

POLÍTICA

PT quer Paulo Mourão para o Senado na chapa de Márlon

Petista disputa vaga com Irajá e Nilmar Ruiz





O PT Tocantins está cada vez mais próximo do ex-juiz Márlon Reis, pré-candidato ao Governo do Estado pelo Rede. A sigla está de olho em uma das vagas no Senado Federal.

O Partido, que ficou impossibilitado de manter a aliança feita nas eleições suplementares com o PSB de Carlos Amastha após a sua coligação do PSDB, negocia uma participação na chapa de Márlon. A sigla, por sua vez, ainda não decidiu sobre composições.

As conversas são intensas e foi ventilado nos bastidores que o grupo busca encaixar o deputado estadual Paulo Mourão em uma das vagas ao senado na chapa do ex-juiz.

Além de Paulo Mourão, outros dois nomes disputam uma vaga na majoritária encabeçada pelo Rede, um deles é o deputado federal Irajá Abreu (PSD), que traz consigo um grupo de partidos liderado pela sua mãe, a senadora Kátia Abreu. O outro é a ex-prefeita de Palmas, Nilmar Ruiz, que já trabalha em uma pré-campanha silenciosa em Palmas e no interior.

As conversas são intensas e a decisão deve ser tomada antes das convenções, que acontecem neste final de semana. O PT, por exemplo, deve realizar uma reunião estratégica na próxima quinta-feira, 02. Esse será um encontro de líderes que debaterão os rumos do partido.

 

30/07/18 09:25 | Atualizado em: 30/07/18 10:26

POLÍTICA

Tentativa de agasalhar grupos de Araguaína na chapa de Carlesse preocupa aliados de Wanderlei Barbosa




A tentativa de agasalhar os dois principais grupos políticos de Araguaína (Leia-se Ronaldo Dimas e César Halum/Lazaro Botelho) na chapa de Carlesse tem deixado aliados preocupados.

Os burburinhos que ganharam força esse final de semana mostram que a chapa, previamente montada de Carlesse, não tem mais vaga para agregar as indicações de Dimas. O governador deve ir a reeleição repetindo a dobradinha com Wanderlei Barbosa e destinando as vagas do senado para a família Siqueira Campos e para o trio PRB, PPS e PP, que tem como principal nome o de César Halum.

Nesse contexto, entra Eduardo Gomes (SD) que tenta viabilizar a sua candidatura ao senado e tem como principal aliado o prefeito de Araguaína. O que sobraria para ele seria apenas uma vaga na suplência.

Ter três candidatos ao senado é algo impertinente e a ameaça de debandada do PRB, do PPS e do PP, caso o acordo com Halum não fosse cumprido, fez com que os holofotes fossem voltados para a vaga ocupada por Wanderlei Barbosa.

Aliados ficaram preocupados com a possibilidade de que uma decisão do grupo de Carlesse ocasione na impossibilidade de candidatura de Wanderlei. “Ele só assumiu a vaga porque tinha a garantia de que a chapa seria a mesma”, retrucou um palmense.

Carlesse está entre a cruz e a espada, Eduardo Gomes ainda pressiona com a ajuda de aliados e a decisão definitiva deve sair apenas horas antes da convenção do PHS marcada para o dia 04 de agosto, a partir das 9 horas na Assembleia Legislativa.


27/07/18 16:54 | Atualizado em: 27/07/18 16:54

POLÍTICA

Josi nega aliança com Carlesse e diz que mantém diálogo aberto com todos os candidatos


A deputada federal Josi Nunes, presidente do Pros no Tocantins, negou a informação repassada por fontes do Portal Stylo de que já teria fechado um acordo para apoiar a candidatura à reeleição do Governador Mauro Carlesse (PHS).

Em conversa na tarde desta sexta-feira, 27, Josi explicou que o Pros, mesmo sendo um partido pequeno, ainda não conseguiu um consenso entre seus membros. “Nós ainda estamos conversando e abertos ao diálogo”, disse a parlamentar.

Josi destacou também que o Pros continua acessível para todos os candidatos. “De minha parte não houve nenhuma decisão, as conversas ainda acontecem tanto com Carlesse, quanto com Amastha e Márlon”, afirmou.

A parlamentar disse que a decisão final será tomada em conjunto com todos os membros do seu partido e será conhecida durante a convenção que acontece no dia 5 de agosto.



27/07/18 11:07 | Atualizado em: 27/07/18 11:07

POLÍTICA

Josi Nunes fecha com Carlesse e apoio do Pros deve ser formalizado


A deputada Federal Josi Nunes bateu o martelo e o Pros deve anunciar apoio à reeleição de Mauro Carlesse (PHS).

Desde a semana passada, a deputada, que é presidente da sigla no Tocantins, vem conversando com os três principais pré-candidatos (Mauro Carlesse, Márlon Reis e Carlos Amastha).

A decisão sobre os caminhos da sigla saiu agora de manhã em uma reunião restrita entre a parlamentar e os representantes de Carlesse. O anúncio deve ser feito em breve.

Informações de bastidores dão conta de que a aliança com Carlesse só foi decidida após uma pesquisa realizada em Gurupi, berço político de Josi. A sondagem mostrou que a maioria dos eleitores a deputada têm preferência por Carlesse.

A parlamentar optou pelo caminho que possibilitasse uma melhor condição de reeleição. Nas eleições suplementares, Mauro Carlesse obteve 92% dos votos válidos em Gurupi.

A convenção do Pros foi marcada para acontecer no dia 05 de agosto, na sala de reuniões do Hotel Victória Plaza a partir das 14h.


 

27/07/18 11:23 | Atualizado em: 27/07/18 11:56

POLÍTICA

Ex-secretário Geferson Barros surge como possível indicação do PV como vice na chapa de Márlon




O PV continua as tratativas para finalizar a aliança com Márlon Reis (REDE). As negociações são dirigidas por Meire Carreira e Gustavo Gama.

Informações de bastidores dão conta de que a sigla quer que o ex-secretário da administração Geferson Barros ocupe a vaga de vice-governador na chapa do ex-juiz. O ex-gestor já havia lançado o seu nome como pré-candidato a deputado federal pelo partido.

Em conversa com o Portal Stylo, Geferson explicou que essa tratativa não ocorreu. “Nem comigo e nem com a executiva”, explicou.

Vamos esperar os próximos capítulos.





26/07/18 09:22 | Atualizado em: 26/07/18 09:22

POLÍTICA

Lúcio Mascarenhas deve voltar a Secad depois da saída de Neyzimar Cabral




O advogado Lúcio Mascarenhas deve voltar ao comando da Secretaria da Administração do Estado no cargo deixado essa semana por Neyzimar Cabral, que está cotado para assumir a vaga deixada pela jornalista Raquel Oliveira na Secretaria de Comunicação de Palmas.
As informações de fontes palacianas dão conta de que o convite já teria sido feito a Mascarenhas, que atualmente trabalha como assessor parlamentar na Assembleia Legislativa.

Lúcio Mascarenhas comandou a Secad durante as gestões de Siqueira Campos e Sandoval Cardoso, entre 2011 e 2014. Durante sua gestão, foi responsável pela polêmica negociação que resultou na reestruturação do Plano de Cargos e Carreiras dos servidores do quadro geral. Ele é servidor de carreira do Governo do Estado, concursado desde 1994.

25/07/18 09:50 | Atualizado em: 25/07/18 09:45

POLÍTICA

Neyzimar Cabral deixa governo de Carlesse e deve assumir vaga de Raquel Oliveira na Secom de Palmas


O Diário Oficial do Estado (DOE) publicado na noite da última terça-feira, 24, trouxe a exoneração, a pedido, “com os agradecimentos pela excelente contribuição ao serviço público do Estado”, do secretário da Administração, Neyzimar Cabral de Lima, a partir desta quarta-feira, 25 de julho de 2018.

Neyzimar foi um dos primeiros membros do primeiro escalão do Governo de Carlesse. Inicialmente ele entrou no Governo no cargo de subsecretario da Comunicação e, depois assumiu a vaga na cadeira da Secad.

O motivo do desligamento de Neyzimar não foi explicado pelo Diário Oficial, mas fontes do Portal Stylo dão conta que o gestor foi convidado para assumir a Secretaria Municipal de Comunicação de Palmas, no lugar da jornalista Raquel Oliveira e a convite da prefeita Cinthia Ribeiro.

A Secom de Palmas está sem titular, interinamente responde pela pasta a secretária executiva, Ivonete Motta.



 

20/07/18 09:05 | Atualizado em: 20/07/18 09:05

POLÍTICA

Ex-apoiador de Amastha, Auri-Wulange é nomeado pelo governo Carlesse


O Diário Oficial do estado divulgado na noite da última quinta-feira, 19, trouxe a nomeação do ex-prefeito de Axixá, Auri-Wulange Ribeiro Jorge, para o cargo de Secretário Extraordinário de Ações Estratégicas.

Auri é uma das principais lideranças políticas da região do Bico do Papagaio. Até fevereiro deste ano, ele era um dos apoiadores do projeto de Carlos Amastha (PSB) para o Palácio Araguaia, mas rompeu após o prefeito não cumprir promessas acordadas.

Auri apoia Carlesse desde as eleições suplementares. Ele tinha a pretensão de disputar uma das vagas na Câmara Federal, mas segundo pessoas próximas, teria desistido para se dedicar ao projeto do governador.